NÃO QUERO IR AO EVENTO

Cupom de Desconto VTEX DAY 2019

Utilize o Cupom de 30% Desconto para o VTEX DAY 2019

Cupom de Desconto VTEX DAYCupom de Desconto VTEX DAY

USE O CUPOM: WEBPEAKVTEXDAY

COMPRE COM O CUPOM DE DESCONTO

5 Fatores que diferenciam o SEO para Bing do Google SEO

20/2/2019

5 Fatores que diferenciam o SEO para Bing do Google SEO

Quando a gente fala de SEO, o Google logo vem à mente para a maioria das pessoas e profissionais de marketing. Mas e o Bing? É evidente que a concorrência no Google é muito maior que o Bing, e é por isso que o SEO para o Bing pode ser um bom negócio para você! Já que todos os profissionais de marketing vão atrás apenas do Google, o Bing tem uma concorrência menor.

De acordo com o SEJ, Bing e Yahoo! (que tem sido alimentado pelo Bing desde 2010) juntos dominam 33,6% da participação de mercado nos EUA.

Em certos setores, esse número é ainda maior: Bing e Yahoo processam quase 80% de todas as pesquisas relacionadas à educação, mercado automotivo e telecomunicações, por exemplo.

SEO para Bing do Google SEO

Por se tratar de um buscador menos utilizado e para buscas mais específicas, podemos considerar o tráfego do Bing tem mais qualidade do que o do Google. Além do fato dos visitantes visualizaram mais páginas e clicarem em mais links relacionados ao assunto, fazendo com que a taxa de rejeição seja bem menor quando comparamos aos acessos vindos do Google.

Você pode desfrutar do SEO para o Bing com menos esforço, já que o Bing é muito mais aberto sobre seus fatores de ranking, se comparado com o Google.

A boa notícia é que, se você já investiu no Google SEO, é só acompanhar e deixar de ver resultados em outros mecanismos de pesquisa também. Isso ocorre porque o Bing e o Google compartilham muitos dos mesmos sinais de classificação, mas também há diferenças importantes que vamos destacar nesse conteúdo.

Como o Bing SEO é diferente do Google SEO?

O Bing SEO vem com uma abordagem “back to basic” que basicamente diz que qualquer webmaster pode rapidamente usar e classificar sites facilmente. Embora permita mais liberdade e experimentação em SEO, ainda estabelece limites. É o Bing que aciona o mecanismo de pesquisa histórico e o Yahoo! importantíssimo porque ele detém uma fatia do mercado de buscas (4,74%).

Fatores importantes ao fazer SEO para Bing:

  • Sinais sociais se correlacionam com classificações mais altas;
  • Os números de backlinks estão intimamente ligados a classificações (assim como no Google);
  • Conteúdos relevantes e de qualidade são importantes para rankings de busca;
  • Fatores técnicos, como heading tags, também desempenham um papel importante;
  • Sites .gov e .edu são favorecidos na SERP do Bing;

Otimizando seu site para o Bing também vem com benefícios extras: Fazer SEO para o Bing significa fazer SEO para o Yahoo! também.

E, como sabemos, o Google atualiza frequentemente seus algoritmos, o que às vezes pode deixar o processo de SEO da empresa confuso e as vezes, perdido.

SEO para Bing do Google SEO

1ª diferença entre Bing SEO e Google SEO: Keywords e Localização

Uma das maiores e mais importantes diferenças entre o Bing e o Google tem a ver com palavras-chave.

Usar as palavras-chave EXATAS nas tags H1 e H2 vai ajudar no seu ranking no Bing. Diferente do Google, o Bing baseia-se no uso exato das palavras, em vez de contexto e semântica. Mesmo assim, é recomendado que você utilize as palavras-chave de maneira natural no conteúdo do site, mas garantindo que elas estejam nas marcações necessárias (heading tags e links internos, por exemplos). Não se esqueça de distribuir esses termos nas tags alt, no meta title e meta descrição.

Por um lado, o Google está trabalhando duro para melhorar a precisão das pesquisas, entendendo a intenção do usuário e interpretando dados contextuais presentes nas páginas. Chamamos isso de busca semântica, onde a palavra-chave deve se encaixar de forma harmônica no conteúdo.

Quando se trata de pesquisas locais, o Bing também tende a mostrar mais pequenas empresas, assumindo que o pesquisador deseja os resultados mais próximos.

Enquanto o Google tende a apresentar empresas maiores e mais conhecidas, dando preferência ao que considera os resultados mais confiáveis.

O Google dispensou as meta keywords e as meta descrições como um fator de ranking, um título atrativo e meta descrição com CTAs podem ajudar a elevar sua taxa de cliques. E isso, sem duvidas, vai afetar indiretamente seu ranking.

2ª diferença entre Bing SEO e Google SEO: Backlinks

Sites com mais backlinks parecem ter uma classificação mais alta com o Bing, assim como funciona no Google.

O Bing até oferece uma útil ferramenta de link explorer para ajudar a entender melhor o valor dos links em uma determinada página. Ambos os buscadores valorizam backlinks, por exemplo, porque são sinais de que os visitantes acharam seu conteúdo útil, confiam nas informações que você forneceu e agora querem compartilhá-lo com outras pessoas.

O Bing também valoriza links de alta qualidade, mas eles julgam a qualidade de forma um pouquinho diferente. Por exemplo, o Bing coloca mais ênfase na idade do domínio e em certas extensões de domínio. Se ganhar muitos backlinks orgânicos com domínios bem estabelecidos, especialmente se esses domínios terminarem com as extensões .gov, .edu e .org (sites com mais desconfiança).

Segundo um estudo com 300.000 sites, feito pelo Search Metrics:

  • o número de backlinks tem uma alta relação de .29 em como o site é rankeado,
  • 52 a 53% dos backlinks dos sites rankeados entre os 30 primeiros resultados contêm palavras-chave no texto âncora (isto é 10% a mais do que no Google),
  • 2% dos backlinks para páginas que foram rankeadas abaixo dos 30 primeiros resultados contêm uma stop word (no Google, isto seria 10%).

Enquanto no Google ter links em sites de autoridade já funciona, com o Bing você precisa aumentar a quantidade dos links utilizando o text-link com a palavra-chave exata.

SEO para Bing do Google SEO

3ª diferença entre Bing SEO e Google SEO: Sinais Sociais

Talvez por ser o novo mecanismo de pesquisa, o Bing tende a enfatizar mais os sinais de mídia social do que o Google, incluindo até o (falecido) Google+, ironicamente. Geralmente os resultados bem posicionados no Bing tendem a ter um número maior de interação social, como compartilhamentos, curtidas, tweets, etc.

Quando um usuário pesquisa no Bing, ele pode ver imediatamente se um amigo do Facebook ou seguidor do Twitter recomendou ou classificou a empresa ou o produto mencionado na pesquisa. Sensacional não é mesmo?! Isso fortalece e aproxima ainda mais as empresas e fãs da marca. De certa forma, o Bing recompensa com boas posições, domínios e páginas que recebem mais engajamento.

Google: trata as páginas do Facebook e do Twitter como qualquer outra página indexada.

Bing: Os sinais sociais são um fator importante de classificação. Os resultados da pesquisa mostrarão as classificações dos seus amigos e seguidores do Twitter de diferentes empresas.

Infelizmente, ou felizmente, o Google ainda não conseguiu integrar as mídias sociais em seus resultados de pesquisa tão bem quanto o Bing. Esta é mais uma razão pela qual as mídias sociais devem ser um componente de sua estratégia de marketing e estratégia de SEO.

4ª diferença entre Bing SEO e Google SEO: Multimedia Content

Ao contrário do Google, o Bing está melhor equipado para interpretar sites que usam flash, o que é praticamente invisível para o Google. Tudo isso para dizer, ter um site mais dinâmico que incorpora conteúdo de alta qualidade com qualidade e mídia original pode ajudar a posicionar melhor seu site para alta classificação em ambos os mecanismos de pesquisa.

Mas é importante saber que embora o Bing lide com o Flash relativamente bem, ele desestimula o uso massivo dessa tecnologia para construir sites. Porque além de ser mais difícil de rastrear e ler um site um Flash, o uso excessivo pode causar problemas de indexação e prejudicar a posição do seu site nas SERPs (principalmente no Google).

Essencialmente, o Bing tem a capacidade de rastrear e entender com precisão vários tipos de conteúdo multimídia, como vídeo, áudio e imagens.

Embora não seja recomendado, o aprimoramento do seu conteúdo com mais imagens, vídeos e arquivos de áudio poderia lhe dar uma vantagem no Bing SEO sobre a concorrência.

Conteúdos de alta qualidade para SEO

O buscador Bing ama sites que tenham conteúdos únicos, atrativos e que, obviamente, estejam relacionados com as buscas do leitor. Isso não quer dizer que você precise colocar palavras-chave repetidamente no seu conteúdo para aumentar a densidade da sua palavra-chave alvo.

No que se refere so Bing, aqui estão os 3 pilares do conteúdo de qualidade:

SEO para Bing do Google SEO
Autoridade: Nós podemos confiar nesse conteúdo? | Utilidade: Esse conteúdo é útil e suficientemente detalhado? | Apresentação: Esse conteúdo tem uma boa apresentação e é fácil de encontrar?

Se nós formos detalhar, o Bing quer que você:

  • Mencionar com clareza o autor do conteúdo e qual a fonte da sua informação;
  • Abordar o tema da busca em detalhes e garantir que o conteúdo irá ajudar os usuários;
  • Formate e apresente bem seu conteúdo, com uma separação clara entre anúncios e seu conteúdo;

5ª diferença entre Bing SEO e Google SEO: Fatores Técnicos

Os fatores técnicos on-page e a arquitetura do conteúdo de um site desempenham um papel importante na classificação do Bing, assim como no Google porém com leves diferenças. Tudo que já tratamos no blog, desde a velocidade do site de um URL até a posição das palavras-chave no título, irá ser considerado na classificação do site.

Mesmo que o Google tenha evoluído para ser muito mais intuitivo quando se trata do contexto de uma página, o Bing ainda é muito mais simples, contando com palavras-chave em títulos de páginas, metatags e palavras-chave específicas.

Embora o Google prefira um redirecionamento 301 (URL permanente), um 302 (redirecionamento temporário) geralmente não causa problemas importantes na indexação. O Bing, por outro lado, interpretará um 302 como um 301, depois de rastreá-lo algumas vezes.

Por esse motivo, é indicado que se use sempre o redirecionamento 301 para evitar problemas de erro 404.

Você pode ajudar nesse processo enviando seu site ao Bing para indexação e aumentando sua taxa de rastreamento usando as Ferramentas do Bing e clicando em Controle de Rastreamento.

Detalhes sobre a Bing Webmaster Tools

 Bing Webmaster Tools

1. Adicionando um site: O primeiro passo é fazer login no Bing Webmaster. Em seguida, digite a URL de sua página inicial e clique no botão “adicionar”. Isso o levará a uma tela onde você deverá colocar a URL correspondente ao mapa do site e algumas informações básicas. Após clicar em “adicionar”, você será levado à página do painel, onde encontrará uma miniatura da homepage e uma nota informando que você precisa verificar o site. Para fazê-lo clique em “verificar agora”.

2. Verificação: O Bing Webmaster oferece vários métodos de verificação.

- Verificação de Arquivo XML: Com esta opção você vai baixar um arquivo chamado "BingSiteAuth.xml", que terá automaticamente uma entrada com senha para a sua conta. Este arquivo terá de ser colocado no diretório-raiz do seu site. Uma vez lá, clique em “verificar” na parte inferior da página.

- Verificação Meta Tag: Com esta opção, você terá uma linha de código e deverá colocá-la na seção “página inicial” do seu site. Assim que estiver lá, clique em “verificar” na parte inferior da página.

- Verificação DNS: Opção mais técnica do que as anteriores. Nela você precisará adicionar um registro CNAME com o nome fornecido ao verify.bing.com. Após adicionar, clique em “verificar” na parte inferior da página.

3. Dashboard ou Painel de Controle: Ao clicar no seu site, você é redirecionado para o painel. Lá é possível ver dados que mostram as tendências ao longo do último mês - cliques, impressões, páginas rastreadas, erros de rastreamento e páginas indexadas. Você verá algumas informações básicas presentes no seu sitemaps, as melhores palavras-chave e principais páginas relacionadas.

4. Ignorar os parâmetros de URL: Aqui você tem a possibilidade de instruir o rastreador Bing (Bingbot) a ignorar parâmetros de URL que não têm impacto sobre o conteúdo da página; isto é, preocupar-se com o conteúdo duplicado (diferentes URLs, mesmo conteúdo), instruindo os indexadores para ignorar certos parâmetros, reduzindo o potencial de conteúdo duplicado.

5. Controle de Crawl: O Bing Webmaster permite personalizar o seu padrão de Crawl. Você pode optar pelas configurações padrões ou especificar.

6. Deep links: Eles dão mais visibilidade à sua página nos resultados de pesquisa, fornecendo opções adicionais de conteúdo para os usuários clicarem. Estas opções se baseiam no que o Bing julgar ser mais importante ou relevante para os usuários.

7. Bloquear URLs: Se você precisar remover uma página ou um diretório do índice do Bing, simplesmente selecione-a (o), digite a URL e clique em um dos botões do bloco, dependendo se você está bloqueando apenas o cache ou completamente. O Bing não exige que você tenha removido ou redirecionado o conteúdo original.

8. Visualização de página: Com este recurso você pode bloquear a visualização de uma página ou solicitar uma atualização da mesma. Isso é especialmente útil quando você já indexou o conteúdo, mas precisa removê-lo o mais rápido possível por questões legais ou outros. Vale lembrar que pode levar até 24 horas para a remoção de pré-visualização/atualização da realmente acontecer.

9. Segmentação geográfica: Permite que você defina informações de segmentação geográfica para o seu site inteiro, subdomínio, diretório ou página individual. O Bing Webmaster usar esses dados para filtrar como o seu site será exibido nos resultados de pesquisa nos motores de busca.

10. Páginas Interconectadas: Se o seu site tem páginas em redes sociais você pode conectá-los à sua conta do Bing Webmasters. Basta digitar as URLs apropriadas para as páginas que deseja incluir e apertar o botão “verificar”. Depois de adicioná-las, você pode monitorar o tráfego que essas páginas estão gerando para o seu site.

11. Tráfego: É possível acompanhar as estatísticas de tráfego das suas páginas e identificar as áreas com melhor desempenho no site. É possível ver os cliques, as impressões, CTR, posição média quando o clique foi recebido etc.

12. Relatório de dados: Aqui são apresentadas dicas para melhorar seu site, partido em 3 principais funcionalidades:

13. Relatórios e Dados / Relatórios SEO: Na primeira página é possível ver uma lista com o resumo dos problemas encontrados, sua intensidade (grave ou não), o número de ocorrência de erros e o número de páginas onde ele ocorreu.

Clique em um item da lista, serão exibidas informações detalhadas, dicas sobre como resolver o problema e uma lista das páginas onde ele está acontecendo. 

14. Relatórios e Dados / Links de Entrada: Este relatório mostra o número de links externos que apontam seu site.Esse relatório apresenta a evolução das referencias (links) ao longo do tempo e também, página a página.

Como enviar o Sitemap para o Bing?

A indexação do seu Sitemap, vai além do envio do seu domínio para Google Search Console (GSC), então a ferramenta gera uma TAG que você adicionará ao robots.txt de sua Plataforma para acelerar a indexação de seu Site ao GSC. Por padrão ele é gerado automaticamente, e uma de suas configurações padrões é para não disponibilizar os produtos indisponíveis no XML.

Como encontrar essa Tag? É muito Simples, siga nosso passo-a-passo. Primeiro Selecione o seu projeto, vá em Selecione a Ferramenta > Dados Sobre Sitemap

SEO para Bing do Google SEO - sitemap

Você pode fazer a configuração gerando um sitemap via WebCEO (Não recomendado) ou utilizar o seu sitemap gerado por seu CMS (Recomendado).

Você será direcionado a aba Dados sobre Sitemap aonde a ferramenta mostrará a tag em forma de UR Lpara ser adicionada ao arquivo robots.txt do seu domínio.

SEO para Bing do Google SEO - sitemap

A Tag se apresentará em forma de url Sitemap: http://seudominio.com/sitemap.xml

Com essa Tag você poderá rastrear as visitas que os robôs fizeram em seu Sitemap, e com ela a ferramenta terá acesso ao seu Sitemap, afim de melhor rastreamento. Além disso tudo você tem a disponibilidade de envio do Sitemap direto da ferramenta.

Plataforma: Atente-se se sua Plataforma permite a manipulação do arquivo, pois nem todas permitem a adição da tag no arquivo robots! Simples não?

Por que se preocupar com SEO para o Bing?

Além da crescente participação do Bing no mercado de buscas, há vários motivos pelos quais otimizar seu site para o Bing é uma boa ideia. Para começar, como muitos sites se concentram em otimizar apenas para o Google, você pode ajudar a se colocar à frente da concorrência ao posicionar sua empresa na frente dos 30% de usuários que usam o Bing e o Yahoo.

Pense que isso é um monte de olhos e potenciais clientes que seus concorrentes podem estar ignorando.

Resumindo, o Google geralmente domina quando falamos sobre SEO com a maioria das empresas otimizando apenas para o atual campeão dos mecanismos de busca, mas para se ter uma sólida estratégia de SEO, você também precisa levar em conta o Bing. Além de ser menos competitivo, esse buscador prefere sites mais básicos e proximidade com o pesquisador.

E felizmente, você não precisa reinventar completamente a roda para otimizar o Bing SEO. Siga nossas dicas e fique atento aos fatores que diferenciam essas estratégias.

Continue nos acompanhando e até a próxima! 🖖

Autor

Mônica De Paula

Alpinista de SERP, profissional em posicionamento digital e estratégias online.

Linkedinhttps://www.webpeak.com.brmonicadepaula@webpeak.com.br

Últimas Postagens WebPeak

Últimas Noticias WebPeak