Como a busca por voz impacta no e-commerce

22/11/2018

Como a busca por voz impacta no e-commerce

Quando quatro grandes players do mercado se jogam de cabeça em algo, precisamos prestar atenção.

Alexa (Amazon), Home (Google), Siri (Apple), Cortana (Microsoft)... Você provavelmente já ouviu falar ou até mesmo já usou um desses assistentes de busca por voz.

Com os usuários aderindo cada vez mais às compras por voz, agora é hora de monetizar essa oportunidade e repensar a sua estratégia comercial.

Vamos lá!

Por que a busca por voz é importante para o e-commerce?

Como a busca por voz impacta no e-commerce?

Mais do que soltar o vozeirão no ouvidinho do celular, esse tipo de ferramenta pode ajudar o usuário quando as mãos ou olhos estiverem ocupados.

Ao lado da pesquisa por imagens, a busca por voz deve aumentar pelo menos 50% até 2020 segundo Mary Meeker, cientista-chefe e sócia da Kleiner Perkins Caufield & Byers.

Se esse número não é suficiente para te impressionar, veja mais alguns motivos por que a busca por voz é importante para o e-commerce:

1. Facilita transações comerciais

De acordo com Heather Bellini, pesquisadora da Goldman Sachs, a busca por voz acelera a migração das lojas físicas para o comércio eletrônico.

Para você ter uma ideia, 4 em 10 millennials já realizam pesquisas por voz antes de fazer compras.

O relatório da Sales Force Connected Shopper 2017 mostra que quanto mais jovem você é, mais provável é que você use assistentes virtuais em vez dos mecanismos de busca tradicionais.

Se você tem uma marca jovem ou quer alcançar um novo público, tenha em mente essa preferência ao delinear sua estratégia.

2. Altera o mercado de busca global

Ao realizar uma busca por voz, as pessoas tendem a usar uma linguagem mais natural.

Geralmente, elas fazem perguntas em vez de digitar palavras-chave como “melhor restaurante japonês em São Paulo”.

Isso sugere que as pesquisas na Internet serão perguntas longas, contendo um maior número de palavras e adjetivos.

Quem trabalha com marketing precisa criar novas maneiras para se manter no topo dos resultados, otimizando a estratégia de SEO para palavras-chave e conteúdo.

Leia também: Técnicas importantíssimas de conteúdos para e-commerce

3. Ajuda a estabelecer sua marca como autoridade no setor

Como a busca por voz impacta no e-commerce?

As pessoas não se lembram de produtos, elas se lembram de marcas.

Você não compra um celular, você compra um Iphone. Você não compra um tênis, compra um Nike ou Adidas. Você não vai tomar café, você vai no Starbucks. E por aí vai. Se você tem uma marca que é sinônimo de um determinado produto (como a Apple, por exemplo), você provavelmente já está no topo dos resultados.

Com a busca por voz, os resultados da primeira página do Google dependem apenas das pesquisas realizadas pelos usuários. Por isso, é importante que a equipe de marketing esteja afiadíssima.

Estar por dentro das tendências de comportamento e novidades do setor é fundamental para gerar ideias disruptivas.

Como a busca por voz impacta no e-commerce

Num primeiro momento, a busca por voz facilita a compra online de itens simples. Afinal, você não precisa pensar muito sobre quais legumes ou produtos de limpeza estão acabando.

Melhore sua estratégia de busca por voz no e-commerce

A busca por voz é um recurso extremamente conveniente. Você pode ouvir ou executar comandos no seu celular de qualquer lugar.

Embora seja super prático, isso também traz alguns desafios para o e-commerce. O maior deles é a mudança nos padrões de comportamento dos usuários.

Deixar de digitar no notebook ou tablet pode parecer algo irrelevante, mas essas transformações sutis podem impactar profundamente o seu negócio.

1. Atualize sua estratégia de palavras-chave

Os motores de busca atualizam continuamente seus algoritmos para fornecer os resultados mais relevantes para os usuários.

Os e-commerces precisam acompanhar essas mudanças e atualizar a estratégia de keywords para manter-se em destaque.

Um bom exemplo disso é a indexação semântica latente do Google, que classifica as páginas com base no contexto geral das palavras-chave e como elas se relacionam entre si.

É preciso refinar a sua abordagem para a busca por voz, levando em consideração a maneira como os termos são pesquisados.

Como a busca por voz impacta no e-commerce?
Sou o Dollynho, seu amiguinho. Vamos brincar?

2. Encontre a sua voz

A “voz da marca” deixou de ser um conceito abstrato. As empresas estão investindo em sons, músicas e vozes confiáveis para estabelecer uma identidade de áudio.

Pense nas cinco notas musicais da Intel ou a voz inconfundível do Dollynho, seu amiguinho.

Esse tipo de assinatura sonora cria um vínculo entre o produto e a sua marca, gerando um estímulo mais ou menos consciente que pode impactar a busca por voz.

3. Fique de olho na autoridade do seu domínio

Quanto maior for a autoridade do seu site, maior a probabilidade de seus produtos aparecerem na primeira página do Google.

Mas… Como aumentar a autoridade do seu domínio focando na busca por voz?

Leia também: Domain Authority: saiba a importância da autoridade de domínio para SEO

Aumentar a capacidade de compartilhamento nas mídias sociais, diminuir links inválidos ou tóxicos, e melhor a legibilidade do conteúdo são apenas alguns dos caminhos que você pode seguir.

O mais importante é conduzir uma análise de SEO interna. Aqui na WebPeak, nós fazemos um diagnóstico das páginas do seu site e mostramos onde você pode melhorar.

Com um checklist de recomendações em mãos, você tem o mapa para alcançar o sucesso digital.

4. Não se esqueça das telas

É um equívoco supor que a busca por voz nos afastará completamente das telas.

Uma lista de compras ou e-mails criados com comandos de áudio serão, eventualmente, transferidos para os nossos dispositivos eletrônicos.

Cabe aos empreendedores de e-commerce criar soluções de marketing cross-channel e/ou cross-device, que possam alternar com facilidade entre as nossas diferentes telas.

Como a busca por voz impacta no e-commerce?

O futuro da busca por voz no e-commerce

É menos provável que as pessoas experimentem uma nova marca de desodorante, linha de roupas ou molho de tomate, se não puderem ver, tocar ou saborear o produto.

As empresas bem-sucedidas serão aquelas que conseguirem manter a lealdade e a consciência de marca nesse espaço emergente.

Quando os dispositivos de busca por voz coletarem dados suficientes sobre os hábitos do usuário, será possível criar processos completamente personalizados.

O assistente pessoal saberá o que, quando e como a pessoa gosta de receber determinados produtos.

Dessa forma, ele poderá atender melhor às necessidades e criar uma experiência de compra sob medida para o consumidor.

Curtiu? Assine a nossa newsletter para ficar por dentro das novidades e tendências.

Autor

Camila Nogueira

Socióloga em formação, é apaixonada por entender o comportamento humano diante das novas tecnologias.

Linkedinhttp://www.webpeak.com.brcontato@webpeak.com.br

Últimas Postagens WebPeak

Últimas Noticias WebPeak