SEO

Como aparecer no Google: 10 melhores e piores fatores de ranking SEO

Camila Nogueira

Socióloga em formação, é apaixonada por entender o comportamento humano diante das novas tecnologias.

Neste artigo, você encontra os 10 melhores e piores fatores de ranking SEO

Pronto para melhorar sua classificação?

Vamos lá! A WebPeak te ajuda!

ranking SEO

Fatores positivos de Ranking SEO

O Google tem mais de 200 fatores de ranking SEO e inúmeras combinações deles. É seguro assumir que nem todos foram revelados e talvez nunca sejam.

Enquanto não descobrimos o segredo completo, temos que nos contentar com aquilo que sabemos e podemos melhorar.

1. Palavras-chave

As palavras-chave ajudam a melhorar o ranking SEO, porque elas ajudam as pessoas a encontrarem o que procuram. Se você quer conquistar melhores classificações no Google, você precisa incluí-las no seu website.

Onde as palavras-chave ficam:

  • Endereço de URL: desde o nome do domínio até as subpastas, e o URL exclusivo de cada página;
  • Tag Title;
  • Tag Description;
  • Tags <h1>, <h2>, <h3> e <h4>;</h4></h3></h2></h1>
  • Nomes de arquivos das imagens;
  • Atributos ALT das imagens;
  • Legendas de imagens;

As palavras-chave mais eficazes são aquelas que capturam a intenção de pesquisa do usuário e têm um alto volume de pesquisa. 

O primeiro ponto é algo mais intuitivo e cabe a você descobrir.

Mas o segundo pode ser facilmente mapeado com uma poderosa ferramenta de SEO, como o Recurso de Palavras-Chave da WebPeak.

ranking seo

2. Conteúdo

ranking seo

Texto, imagens, áudio, vídeo ou combinações de todos eles. 

Se você quer melhorar seu ranking SEO no Google, o conteúdo é seu principal ativo.

Mas se você quer alcançar a primeira página do Google, há dois pontos que merecem sua atenção nos conteúdos: qualidade e relevância. Basta negligenciar um desses pontos, e você será superado por inúmeros sites que investiram em ambos.

Como melhorar seu conteúdo?

  • Otimize seu conteúdo para as palavras-chave que você deseja classificar.
  • Dê ao seu conteúdo um design atrativo e intuitivo.
  • Antecipe a intenção de pesquisa dos usuários e prepare um conteúdo que atenda da forma mais completa possível, respondendo a qualquer pergunta possível que eles possam ter.
  • Se o seu objetivo é converter, planeje como você guiará os usuários pelo conteúdo até o CTA e como encerrará a oferta.

3. Compatibilidade com dispositivos móveis

Com o aumento no número de buscas por meio de dispositivos móveis, o ranking SEO tem prioridade para o Google. Uma boa classificação nos celulares e tablets pode impulsionar sua posição via desktop.

O que você pode fazer?

  • Torne seu site compatível para dispositivos móveis;
  • Adote um design responsivo;
  • Faça bom uso do espaço negativo;
  • Aposte em elementos interativos;
  • Use imagens otimizadas;
  • Preste atenção na tempo de carregamento página.

Quer saber como você está seu ranking SEO para dispositivos móveis? Teste seu site com a ferramenta de análise de rank da WebPeak.

Dica: Tenha um Site Responsivo com WebFlow

4. Backlinks

Backlink é outro fator poderoso para seu ranking SEO. Quando outros sites redirecionam tráfego para você, o algoritmo do Google entende que você é melhor do que os outros e classifica você de acordo. Então, é simples assim? Claro que não.

Que tipo de backlinks te ajudam classificar?

  • Links Dofollow e Nofollow - o Google duvidará da qualidade do seu site se você tiver apenas um dos dois;
  • Links de muitos domínios diferentes;
  • Links de sites com uma autoridade de domínio superior à sua;
  • Links de páginas cujo conteúdo é contextualmente relacionado aos do seu site;

Naturalmente, perder backlinks prejudica sua posição no ranking SEO. Por isso, é importante monitorar de perto a saúde dos backlinks existentes e traçar uma estratégia para conquistar novos. Neste sentido, a Auditoria de Backlinks é fundamental!

5. Taxas de cliques

Um site otimizado pode perder sua posição se não estiver obtendo cliques suficientes, por exemplo. Se o Google vê esse site na primeira página, logo percebe que talvez ele não mereça estar lá.

É por isso que, quando seu site aparece nos resultados de pesquisa, ele deve ser impossível resistir. Os usuários devem olhar para ele e pensar: "Encontrei o que estava procurando!".

Como você pode fazer isso? Você só precisa preencher tudo que influencia no resultado de pesquisa.

  • Título. As palavras certas podem fazer maravilhas pelos seus títulos.
  • Descrição. As meta descrições têm uma dupla-função: convencer rapidamente o usuário (e o Google) que você tem o que ele procura.
  • Schema Markup: Este é o seu recurso mais poderoso para aumentar a taxa de cliques. Marcando os elementos nas páginas do seu site, você pode disponibilizar informações adicionais nos seus resultados de pesquisa e torná-los mais atraentes.
Este conteúdo pode ser para você: Otimização de Sites - Como consertar o que você está fazendo errado

Fatores negativos de Ranking SEO

Até o momento, você conheceu fatores positivos do ranking SEO do Google. Agora, vou mostrar mais cinco fatores de classificação - dessa vez, negativos.

6. Altas taxas de rejeição

ranking SEO

É impossível agradar a todos. Para alguns usuários o seu conteúdo não será útil, fazendo com que eles saiam de seu site logo após acessá-lo. Isso é chamado de bounce rate ou taxa de rejeição, e é praticamente inevitável.

Mas quando o Google Analytics mostra que sua taxa de rejeição está mais alta que o normal, é hora de se preocupar. Isso pode significar que seu conteúdo é realmente ruim!

Solução: encontre as páginas com as maiores taxas de rejeição e tente melhorar a qualidade do conteúdo. É possível que eles estejam otimizados para palavras-chave erradas ou não respondam às perguntas dos usuários.

7. Erros técnicos

Erros técnicos dificultam a experiência do usuário e podem até mesmo tornar o site completamente inutilizável. Certos erros, como links quebrados, podem impedir que o Google rastreie seu site, o que significa problemas para seu ranking SEO. E a pior parte é que, às vezes, não é culpa de ninguém.

Solução: verifique se há erros no seu site e corrija-os o mais rápido possível.

8. Uso inadequado de palavras-chave

As palavras-chave devem ajudar a classificação do seu site, mas usá-las incorretamente pode impedir que ele suba no ranking SEO.

Solução: use as palavras-chave como você as usaria naturalmente na linguagem falada e escrita. Evite otimizar páginas diferentes para o mesmo conjunto de palavras-chave. E, o mais importante, escolha as palavras-chave que tenham mais chances de gerar tráfego para o usuário.

9. Pop-ups e anúncios intrusivos

Há muitas extensões de navegador que bloqueiam anúncios indesejados, o que deve ser suficiente para mostrar que os usuários detestam essas coisas.

No entanto, os pop-ups conseguem contornar as defesas com muita frequência. E isso é particularmente ruim em dispositivos móveis com suas telas pequenas.

Solução: só… não use pop-ups intrusivos no seu site.

10. Negligenciar a segurança do site

As pessoas estão cada vez mais preocupadas com a segurança on-line. Ninguém quer informações pessoais e dados confidenciais caindo nas mãos erradas.

Portanto, se houver um pequeno indício de que a segurança do seu site está comprometida, os usuários passarão para um site mais seguro.

Solução: duplique a segurança do seu site. Fique atento a qualquer sinal de invasão e tome medidas imediatas se isso acontecer.

Está se sentindo mais confiante agora? Use as melhores ferramentas de SEO o e veja seu ranking SEO subir.

Este texto é uma tradução e adaptação do artigo “How to Rank in Google: 10 Good and 10 Bad SEO Ranking Factors”, originalmente publicado no WebCeo.

Últimas Postagens WebPeak

Google

Clique Zero: Google revelou o segredo

Google

Focar na Experiência do Usuário para não ser penalizado pelo Google

E-Commerce

Descrição de produto no e-commerce: como elaborar textos perfeitos

Google

December 2020 Core Update: tudo o que você precisa saber sobre a nova atualização do Google!