Marketing

Como PIX mudou o comportamento e compra online

14
Jun
2021

Victoria Ribeiro

Sou uma redatora cabulosa, estou aqui para sabotar seu raciocínio.

Lançado no ano passado pelo Banco Central, o Pix, sistema de pagamentos instantâneos, conseguiu cumprir com as expectativas e, ao que tudo indica, promete impactar o comportamento de compra e acelerar os novos hábitos de consumo entre os brasileiros, o que também provoca mudanças na dinâmica financeira de quem vende no e-commerce.

Apesar de recente, os números indicam que a novidade foi bem recebida pelos consumidores, representou em Fevereiro deste ano 78% das transações bancárias realizadas no Brasil, e esse número só cresce. 

A rápida adoção de novas tendências dos meios de pagamento tem repercutido no avanço de novas tecnologias e maior poder de escolha dos clientes. Se antes existiam modelos de pagamentos tradicionais, como boleto e cartão de crédito, que já facilitaram e muito, os novos consumidores têm aderido às comodidades de pagamentos por aproximação, QR Code e agora, o Pix. 

Mudanças do Pix para o comportamento e compra online

O Pix tem sido apontado como sucessor das operações DOC e TED, não à toa, devido à disponibilidade 24 horas por dia e ausência de taxas para transações.

A condição é ainda melhor para pequenos e médios empresários, pois o Pix representa a possibilidade de otimizar o fluxo de caixa e a fidelização dos clientes. Isso porque demonstra atenção às novas necessidades de mercado, além da digitalização de empresas, processo que foi acelerado pela pandemia.

Pix é o ‘’cartão postal’’ para a digitalização dos negócios

Instituições financeiras não irão interromper seus incentivos para que clientes cadastrem suas chaves Pix. Afinal, o maior objetivo desse método de pagamento é conquistar a preferência e o maior volume de transações.

Hoje podemos encontrar grandes varejistas adotando o novo sistema como opção de pagamento das compras online, ou seja, feitas no site. Para o consumidor, a vantagem é mais uma opção de compra, ampliando os meios de pagamento ofertados, além disso, se adaptando ao cenário atual.

A digitalização de empresas, aliada ao desenvolvimento de novas tecnologias que se inseriram no cenário de isolamento social, incentivaram o uso de serviços financeiros. Aliás, em alguns casos, proporcionaram a diminuição da desbancarização no Brasil, é estimado a queda de 73% de desbancarizados nos últimos meses. Como consequência, favorece instituições financeiras tradicionais e fintechs, no impulso ao ingresso em novas plataformas e a adesão a novos meios de pagamento aos consumidores modernos.

Pix como fidelização

Tendo sido iniciada a utilização de serviços financeiros digitais, empresas do segmento têm a oportunidade de avançar para a etapa de fidelização, aliás, também incentivando o uso do Pix para aumentar o volume de transações realizadas. Há situações ainda mais desenvolvidas, como empresas que investem na criação das suas próprias plataformas de pagamento. Atualmente, são negócios que estão acirrando a disputa pela preferência dos consumidores modernos, que, por sinal, são impactados com diversas opções de conta digital e serviços gratuitos.

Em contrapartida, o Brasil vive outra realidade incontestável: cerca de 25% da população brasileira ainda não tem acesso à internet, condição que ficou mais evidente com a pandemia. Segundo pesquisas, há empecilhos em realizar atividades cotidianas de forma remota. Na pandemia, e consequentemente no isolamento social, áreas como da educação e do trabalho tiveram que se adaptar a grandes mudanças. 

Se tratando de e-commerce, logo, de compra online, a expectativa é que o Pix seja mais uma forma de pagamento do processo de compra. Além disso, essa nova forma de pagamento abre espaço para a adequação e/ou revisão dos fluxos financeiros internos, por exemplo quando há cancelamento de compras. 

como-pix-mudou-o-comportamento-e-compra-online

Como avaliar o comportamento de compra online?

Se você quer que seu negócio seja competitivo no mercado, saiba que é preciso unir tecnologia de dados e investimento com retorno. O Marketing Digital é vantajoso desse ponto de vista, pois permite acompanhar toda essa jornada de compra. As marcas, hoje, podem estar presentes em diferentes canais pelos quais o consumidor passa — site, Facebook, blog, e-commerce, etc. 

Quando um negócio investe em marketing digital, está ciente de que ficará mais fácil ajudar o cliente a resolver todas as suas dúvidas e objeções, como resultado, irá influenciar positivamente na decisão de compra.

Marcas que estão por dentro da importância do meio digital atuam diariamente na internet por meio do marketing de conteúdo. Diariamente consumimos métricas, geramos insights a partir delas, criamos hipóteses e realizamos novos testes. Por mais que tudo isso aconteça sutilmente. Porém, nem sempre o SEO é utilizado como uma ferramenta de feedback das ações.

Se atente: uma página bem otimizada para SEO tende a gerar um índice de qualidade melhor no Google Ads, ou seja, isso significa redução de custo por clique (CPC).

Porém, poucas pessoas colocam a seguinte perspectiva, e é um equívoco não pensar nisso: o algoritmo do Google existe para identificar o que o usuário quer. Ou seja, se uma página, um site, estão bem posicionados, isso significa que há um feedback positivo do consumidor. 

Vale lembrar que grandes marcas já foram construídas com base nesta perspectiva, inclusive a Amazon. Desde quando o marketing de conteúdo surgiu, muitas foram suas evoluções, e ele mudou radicalmente. Hoje, para ser o melhor resultado no Google, é fundamental ser o melhor resultado para o consumidor.

Isso significa que para estar na primeira posição do Google, antes a marca tem de responder às dúvidas do usuário. Assim como que, para receber a Autoridade do Google, antes de tudo, é importante que a marca crie um conteúdo com foco na experiência do usuário. SEO um grande aliado entre Branding e Performance.

Poder mensurar todos os resultados

Diferente do marketing offline, que tem algumas restrições quanto à mensuração dos resultados, no marketing digital é possível ter conhecimento de tudo o que aconteceu no processo de compra. 

Afinal, a internet permite rastrear todos os passos dos clientes, desde um clique em um link do e-mail marketing até a finalização de uma compra no e-commerce.

A partir de recursos eficientes, é possível saber com precisão quantas pessoas acessaram a sua página, quantas delas compraram e qual foi o retorno dos investimentos em publicidade.

O uso de métricas são colocadas à disposição pelas redes sociais, pelas plataformas de anúncios (como o Facebook Ads e o Google Adwords) e pelos softwares de análise de dados (como o Google Analytics). É essencial, no entanto, utilizar bem os dados e saber prosperar a partir de uma boa análise sobre seu negócio. 

A WebPeak é a melhor plataforma de marketing digital do mercado: concentramos todas as ferramentas de SEO em um único lugar. 

Entre em contato, podemos marcar uma conversa, que tal? 



Últimas Postagens WebPeak

SEO

Conheça o Gerador de Title e Description Grátis da WebPeak

Google

Quer saber como disparar site na busca orgânica? Veja essas dicas!

SEO

10 melhores práticas para impulsionar o SEO WordPress

E-Commerce

Transformações no Marketplace