SEO

Comprar links é prejudicial para seu negócio: aprenda a conquistar

01
Feb
2021

Victoria Ribeiro

Sou uma redatora cabulosa, estou aqui para sabotar seu raciocínio.

O link building é uma velha conhecida técnica, seu uso é voltado centralmente para aumentar a quantidade de links recebidos por uma página ou site, mesmo nesse lugar já alcançado, continua sendo o calcanhar de Aquiles do SEO. 

Infelizmente, boa parte dos profissionais que atuam na internet não conseguem bons links, com isso, acabam utilizando técnicas que apresentam riscos de punição para aquele site. Entre essas técnicas, encontram-se a compra de links, o cadastro em diretório de artigos e o guest post de baixa qualidade. Das três técnicas apresentadas, apenas a última é aceitável, com ressalvas. 

O Google tem como objetivo avaliar a reputação e autoridade de um site a partir dos links que ele recebe. Dessa forma, é possível afirmar tranquilamente que os bons links são o motor do SEO. Isso porque, na internet, os links são fundamentais por serem a relação entre sites, pois os links são exatamente aquilo que liga uma página a outra, de um site para outro.

Resumindo, se uma página tem um link ela diz que a outra é confiável, tem um pouco a ver com segurança para os buscadores. Os links funcionam como “votos de confiança” de páginas que elegem outras páginas, outros conteúdos, ou seja: construir um link é como dizer a seus visitantes que eles devem ler a outra página, e isso gera confiança tanto para o Google quanto para os usuários. 

Não comprar links: como construir links de qualidade

Listamos os seguintes critérios de avaliação do Google, eles levam diversos fatores em conta, mas vale considerar os principais pontos para maximizar o impacto do link building, são eles: 

  • O contexto em que o link aparece;
  • O texto onde se encontra o link;
  • O link é dofollow e nofollow. 

É essencial que os links façam sentido com o que está sendo colocado no conteúdo. Se, por exemplo, algum site muito relevante no setor de saúde linkar outra página com a âncora “curso de plantas medicinais”, há um sucesso aqui. Afinal, é um caminho andado para que a página linkada fique bem posicionada para a palavra-chave escolhida. Porém, se este mesmo link tiver a tag rel=“nofollow”, a questão é que não fará a mínima diferença no algoritmo do Google, mesmo que isso possa trazer novos usuários para aquela página, o que não deixa de ser uma boa coisa.

Conseguir links de qualidade não é um bicho de 7 cabeças. Há diversas maneiras de alcançar bons links, entretanto, é fundamental ter cuidado. A internet está repleta de links ruins, irrelevantes, e essa situação pode ser um empecilho para um site ficar bem posicionado. E aí pode ser que os links causem um efeito contrário, e causar reações negativas mesmo depois de ele ser banido do Google.

Agora, falando dos bons links, esses são aqueles links “naturais”, relevantes tanto para quem linka quanto para quem é linkado. Por mais que encontrar bons links seja uma tarefa não tão fácil, vale a pena se dedicar a essa seção.

Desenvolva sempre um bom conteúdo

Se você está pensando em fazer link building, mas não tem conteúdos relevantes no seu blog ou site, é a hora de dar uns passinhos para trás e começar a resolver isso! Além dessa ser a melhor maneira de ser linkado, bons conteúdos vão tornar o seu site bem posicionado no Google.

Funciona da seguinte maneira: se um artigo relevante é publicado, outros sites e blogs tendem a querer dar sua opinião e, a partir disso, tendem a fazer referência à sua página com um link. Se seu produto for de fato relevante, blogs especializados poderão fazer o review, falar de seu produto e recomendá-lo com um link a outros usuários. É uma excelente maneira de atrair um público que sabe o que quer, e de maneira orgânica, ao seu site. 

Prospecção ativa de links

Para melhores resultados em link building, você pode optar também por fazer prospecção ativa de links. Essa ação é semelhante à assessoria de imprensa, que produz releases e se dedica a ficar em busca de sites, blogs e páginas que possam criar links para seu site.

Ao fazer link building, não tem segredo. Não existe receita de bolo, mas o principal segredo é conseguir sempre links bons e relevantes, conseguir os links que seus concorrentes já utilizam (ou equivalentes) e, sobretudo, links que seus concorrentes jamais poderiam conseguir: você precisa estar a frente do tempo. 

Ferramentas para fazer Link Building 

São muitas as funcionalidades das ferramentas de SEO da WebPeak, que agregou as melhores ações e criou um canivete suíço de SEO que ninguém pode botar defeito. Destacamos 3 ferramentas da WebPeak que vão te ajudar a construir links relevantes. 

1) Verificação da qualidade do Backlink

  • Relatório de links tóxicos para limpar seu perfil de backlink de site de backlinks não naturais;
  • Pesquisa de domínios para encontrar sites que trazem link juice;
  • Análise de páginas para identificar quem discute seu conteúdo;
  • Análise da diversidade de textos âncora utilizados;
  • Suas páginas mais vinculadas para descobrir suas próprias páginas com alto link juice;
  • As principais métricas do seu domínio comparadas com sua concorrência.

Com esta ferramenta você saberá como fortalecer seu perfil de backlink e se livrar de links tóxicos, aqui está uma excelente oportunidade de separar o joio do trigo e adentrar à soluções consistentes.

2) Espião de Backlinks

  • Links para concorrentes para que você possa rever o engenheiro da estratégia de construção de links;
  • Identifique o nível de competição dentro dos SERP’s comparando vários sites;
  • Páginas com PR elevado que você também possa obter backlinks qualitativos.

Aproveite ao máximo as estratégias de construção de links de seus concorrentes com a ajuda desta ferramenta da WebPeak.

Gostou do nosso conteúdo? Continue nos acompanhando e receba mais conhecimento para seu negócio! Conheça nossos planos e veja seu negócio decolar! 


Últimas Postagens WebPeak

SEO

Conheça o Gerador de Title e Description Grátis da WebPeak

Google

Quer saber como disparar site na busca orgânica? Veja essas dicas!

SEO

10 melhores práticas para impulsionar o SEO WordPress

E-Commerce

Transformações no Marketplace