NÃO QUERO IR AO EVENTO

Cupom de Desconto VTEX DAY 2019

Utilize o Cupom de 30% Desconto para o VTEX DAY 2019

Cupom de Desconto VTEX DAYCupom de Desconto VTEX DAY

USE O CUPOM: WEBPEAKVTEXDAY

COMPRE COM O CUPOM DE DESCONTO

Facebook e Twitter estão ganhando com as fake news?

15/5/2019

Facebook e Twitter estão ganhando com as fake news?

Um dos meios em que mais fake news são passadas certamente são as redes sociais, quem nunca viu uma notícia sobre algum famoso que foi dado como morto, por determinado site e logo após descobriu que isto não tinha acontecido?

Atualmente as fake news estão super em alta, elas podem ser compartilhadas através de textos ou publicações que contêm informações mal apuradas, totalmente falsas e conspiracionais. As fakes news tem causado prejuízos diversos, com a circulação dessas notícias pelas redes sociais, a cobrança em prol das redes sociais combaterem esse tipo de notícias é enorme.

Facebook e Twitter estão ganhando com as fake news?

O Facebook tem feitos várias modificações para combater as fake news, a pouco tempo o mesmo divulgou estudos que concluíram que o alcance de notícias falsas diminuíram em uma quantidade significativa. Mas ao olhar os número, revela que ainda milhões de noticias falsas, cerca de 70 milhões por mês.

O combate contra as fake news no Twitter não está avançando tão bem. Enquanto o facebook alega que continuam a lançar atualizações para diminuir os números de notícias falsas.

Alguns sites que veiculam notícias falsas pelas redes sociais, segundo o estudo, são: Politifact, Verificação de fatos, BuzzFeed entre outros.

Fake news segundo os estudos…

fake news

O BuzzSumo fez uma coleta de dados referente a metricas e engajamento no Facebook e Twitter.

A aparição dos sites de notícias cresceram muito nessas duas redes sociais. O Facebook certamente teve esse resultado por conta das mudanças feitas no feed, mudanças essas que enfatizam notícias locais especialmente.

As notícias falsas aumentaram no Facebook e no Twitter, principalmente após as eleições em 2016 nos estados unidos. Após as eleições, o engajamento no Facebook caiu cerca de 50%, já no twitter só continuou subindo.

As métricas do Facebook para combater notícias falsas são maiores do que as do Twitter.

Em junho de 2018, o Facebook tinha incríveis 70 milhões de engajamentos com notícias falsas por mês. A quantidade de fake news que circulam no Facebook é enorme, cerca de 35% é o seu alcance. O Facebook anunciou vários ataques de spam que afetaram sites de notícias falsas, assim é bem provável que tenha diminuído essa circulação de fake news.

Projeto contra a fake news

Em março deste ano, o Facebook anunciou a renovação de apoio ao projeto “Vaza, Falsiane!”. Se trata de um curso online que incentiva a leitura crítica em notícias, contribuindo tanto para o debate das mesmas quando para a avaliação da veracidade da notícia.

Esse projeto foi criado pelos professores Ivan Paganotti (Fiam-Faam), Leonardo Sakamoto (PUC-SP) e Rodrigo Ratier (Cásper Líbero), e neste ano pretende focar na conscientização do público idoso, que segundo estudos mostram que são os que mais compartilham fake news, além de ser um público que tem crescido cada vez mais nas redes sociais.

Com a renovação desse projeto mostra o comprometimento do Facebook para combater a desinformação e ao repasse de notícias falsas.

Já o Twitter lançou este ano, um perfil que se chama @fatimabot, esse perfil tem uma proposta muito interessante e pretende atuar como um perfil que desmente um conteúdo falso, exibindo o link com o conteúdo verdadeiro. Esse perfil já atuou negando várias notícias sobre o presidente Jair Bolsonaro e também sobre a falsa cura da diabetes.

O Facebook e Twitter realmente combatem a fake news?

Segundo a comissão europeia, a tentativa do combate a fake news ainda não é o suficiente, pois o número de notícias falsas vinculadas às redes sociais ainda é muito alto.

Foi muito criticado a falta de progresso das redes sociais em reprimir as notícias falsas com base em seu relatório mensal.

O governo do Reino Unido ameaçou punir o Facebook com multas bilionárias, em libras, caso os conteúdos nocivos não forem removidos do seu ambiente online ou se a privacidade de seus usuários forem violadas, o que pode prejudicar e muito a empresa.

O combate a fake news ainda caminha em passos lentos, mas após essa ameaça ambas as redes se comprometeram a anular a desinformação online em suas redes.

Os avanços contra as fake news estão sendo suficientes?

Os resultados são claros, o Facebook está se empenhando muito para a redução das fake news, já o twitter está obtendo menos sucesso e suas ações estão sendo menores.

Mesmo com os projetos e ações para que essas notícias reduzam, o número de 70 milhões de pessoas envolvidas é altíssimo, tanto o Facebook quando o Twitter tem grandes ações para realizar para que essa redução seja realmente palpável.

Continue nos acompanhando 🙂

fake news

Autor

Julia Guimarães Morales

Sou redatora, apaixonada pela família e heavy user de mídias sociais.

Linkedinhttps://www.webpeak.com.br/contato@webpeak.com.br

Últimas Postagens WebPeak

Últimas Noticias WebPeak