NÃO QUERO IR AO EVENTO

Cupom de Desconto VTEX DAY 2019

Utilize o Cupom de 30% Desconto para o VTEX DAY 2019

Cupom de Desconto VTEX DAYCupom de Desconto VTEX DAY

USE O CUPOM: WEBPEAKVTEXDAY

COMPRE COM O CUPOM DE DESCONTO

Gestão do Ciclo de Vida do Cliente: 5 fases e dicas práticas

31/7/2019

Gestão do Ciclo de Vida do Cliente: 5 fases e dicas práticas

Por que as pessoas compram da sua empresa? Sabe como elas chegaram ao seu negócio ou por que não voltaram mais? Se você respondeu “não” ou está incerto sobre essas respostas, está na hora de conhecer a Gestão do Ciclo de Vida do Cliente.

gestão do ciclo de vida do cliente

Elaboramos, assim, um guia completo com o conceito e fases do ciclo. Além disso, ao final da leitura, você será capaz de entender como esta gestão pode ser aplicada ao seu negócio. Confira!

O que é Ciclo de Vida do Cliente

O conceito de Ciclo de Vida do Cliente (CVC) pode ser definido como a análise de todas as fases do relacionamento do cliente com uma empresa.

É função da marca, assim, desenvolver estratégias para tornar a sua relação com as pessoas na melhor experiência possível. Ela gera, com isso, mais vendas e maior faturamento no longo prazo.

Para tanto, a empresa precisa estar preparada para fazer o pleno atendimento das demandas de seu cliente.

Mas, como atendê-los adequadamente? Como atrair novas pessoas, transformar este contato em vendas e manter um relacionamento por mais tempo?

São essas perguntas que a Gestão do Ciclo de Vida do Cliente busca responder.

Fases do Ciclo de Vida do Cliente

Philip Kotler, um dos nomes mais importantes em Marketing, afirma que:

“conquistar um novo cliente custa de 5 a 7 vezes mais do que manter um atual”.

Assim, ao compreender as 5 fases do Ciclo de Vida do Cliente, você será capaz de captar novos compradores para seu negócio e, também, manter os ativos.

Dessa maneira, é possível estender o tempo de relacionamento com a clientela, reduzir gastos com prospecção e, por fim, aumentar as vendas.

Veja como fazer isso:

1 – Segmentação

Para atender o cliente do seu negócio, você tem que entender o que ele deseja e precisa. Ou seja, é necessário estar afinado à real demanda dos seus consumidores.

Como saber isso? A resposta é: perguntando!

Faça pesquisas e converse com seus melhores clientes para entender quem ele é, onde mora, quanto ganha, entre outras informações – os dados quantitativos.

Busque saber, ainda, como ele prefere comprar, o que espera da empresa, o nível de satisfação com ela e tudo o mais que possa ser relevante – são os dados qualitativos.

Reúna, em seguida, todos os elementos coletados, juntamente com dados prestados por entidades do setor e outros e, assim, faça a sua análise.

Dessa forma, sabendo quais são os desejos e necessidades de seus clientes e como a empresa pode atender a eles, é hora de seguir para a próxima fase: aquisição.

2 – Aquisição

Muitas empresas focam todos os seus esforços somente na aquisição de novos compradores. Mas, para fazer uma Gestão do CVC, é preciso seguir todas as etapas.

Na aquisição, serão elaboradas estratégias de Marketing que mirem – e acertem – os clientes devidamente selecionados.

São muitos os métodos que podem ser usados, como o Inbound Marketing, além de se utilizar de diversos canais como Internet e telefone, por exemplo.

Cada empresa determinará qual a melhor maneira de atender com qualidade as demandas de sua clientela. Portanto, não existe fórmula pronta para o sucesso da estratégia, mas, sim, bastante estudo e mão na massa.

3 – Rentabilização

Agora, é hora de recuperar todos os investimentos feitos nas fases de segmentação e aquisição.

Na primeira etapa, foram investidos tempo e dinheiro para a elaboração dos perfis do público-alvo. Na segunda fase, a empresa já entendeu quem é seu cliente e usa estratégias para atraí-lo para seu negócio.

No momento da rentabilização, o prospect já está pronto para efetivar a compra e, assim, passar para cliente, de fato.

Aproveite esse momento da relação do comprador com a empresa para aumentar sua rentabilidade. Ofereça produtos semelhantes e coloque em prática técnicas como o cross-selling e up-selling.

4 – Retenção

Essa é a fase para manter seus clientes por mais tempo em sua empresa. Assim, não espere que eles deixem, de vez, de comprar do seu negócio.

Busque compreender o nível de satisfação com as aquisições, atendimento e pós-venda daqueles que compraram.

Ofereça benefícios para que eles continuem a adquirir produtos e serviços com você, excedendo suas expectativas como cliente.

5 – Recuperação

Por vários fatores, alguns compradores simplesmente não voltarão mais a comprar da sua empresa.

Essa parte é inevitável no Ciclo de Vida do Cliente. Mas, da mesma forma, é imprescindível que você compreenda o motivo de essas pessoas não voltarem mais.

Desse modo, você pode corrigir falhas, evitando novas debandadas de clientes, além de reconquistar antigos compradores.

Como usar a Gestão do Ciclo de Vida do Cliente na sua Empresa

O CVC é fundamental para entender, prospectar e manter o seu cliente por muito mais tempo. Como, porém, colocar essas informações em prática?

1ª dica: automatize dados

Se possível, use um sistema de CRM (Customer Relationship Management) para agilizar a coleta, armazenamento e organização dos dados.

Em caso contrário, uma planilha pode ser suficiente para te auxiliar neste processo.

2ª dica: tenha dados e estratégias úteis

Colete os dados que realmente irá utilizar e, em seguida, use-os para montar estratégias aplicáveis ao seu negócio.

Não adianta ter dezenas de variáveis e táticas, mas não aplicar nenhuma.

3ª dica: mantenha a disciplina

Da mesma forma que planos engavetados não servem, é preciso manter a constância em atualizar bancos de dados e colocar as estratégias em prática.

Empresas e clientes são seres que mudam com frequência e rapidez. Assim, siga na linha.

4ª dica: seja flexível

Apesar de parecer um contraste com a dica anterior, ser flexível quer dizer que nem todo cliente é igual e que tudo muda.

Portanto, mantenha a disciplina em observar os fatos e aplicar estratégias, mas seja flexível ao fazer isso.

5ª dica: humanize o cliente

gestão do ciclo de vida do cliente

Humanize as relações com os compradores para que eles não sejam apenas números. Os dados são ótimos em orientar a tomada de decisão, mas não podem esfriar o relacionamento da empresa com os clientes.

Pelo contrário, use-os para surpreender e reter por mais tempo as pessoas com seu negócio.

Esperamos, assim, que você tenha compreendido a importância de aplicar a Gestão do Ciclo de Vida do Cliente e consiga colocá-la em prática.

Autor

Bot WebPeak

Robôs não são seres de outro mundo, robôs não querem tomar o trabalho de nenhum humano, robôs são amigos da sociedade. Robôs tem sentimentos

Linkedincontato@webpeak.com.br

Últimas Postagens WebPeak

Últimas Noticias WebPeak