Vendas

O que é Payback e como calcular o da sua empresa

Mariana Chaves

Produtora e especialista em marketing de conteúdo.

O novo conceito Payback tem sido muito utilizado entre gestores e profissionais de marketing de empresas.

 

Contudo, ainda existem diversas pessoas com dúvidas em relação ao que ele realmente significa e como funciona. Já percebemos que está cada vez mais normal utilizarmos termos estrangeiros no país, principalmente quando se trata de negócios.

 

Payback se encaixa justamente neste contexto e é muito importante para as finanças da empresa. Neste artigo trataremos sobre o é payback e como calculá-lo!

O que é Payback?

Trazendo para nossa linguagem payback significa “retorno”. É basicamente uma estratégia, ou se preferir, é um indicador utilizado dentro das empresas para calcular o período de retorno de investimento em um projeto.

 

Se formos analisar o contexto de forma técnicas, payback é o tempo de retorno desde o investimento inicial até chegar a hora em que os rendimentos acumulados tornam-se iguais ao valor desse investimento.

 

O payback dá ao gestor a estimativa de quanto tempo vai levar até que ele recupere sua aplicação inicial.

 

Vale ressaltar que na maioria das vezes o tempo não será muito curto, depende do valor do investimento e do tipo de negócio. Resumindo, o retorno pode ocorrer dentro de meses ou até mesmo de anos.

 

O payback está relacionado a outros indicadores, como:

 

  • ROI (Retorno sobre Investimento): percentual de retorno sobre o investimento inicial;
  • VPL (Valor Presente Líquido): valor acumulado do fluxo de caixa, usado para o cálculo exato de payback;
  • TIR (Taxa Interna de Retorno): taxa de juros para a qual o VPL torna-se zero.

Quais suas vantagens e desvantagens?

Assim como qualquer estratégia, o payback apresenta pontos positivos e negativos. O grande segredo é saber usá-la do jeito certo. Algumas vantagens são:

 

  1. Oferecer uma ideia do nível de liquidez do negócio e do nível de risco que ele envolve;
  2. Poder ser útil principalmente em 2 casos: em projetos cujo grau de risco é muito alto e em projetos com vida limitada;
  3. Em épocas de crise financeira e instabilidade econômica, o recurso serve para aumentar a segurança nos negócios.

 

Também podemos citar algumas desvantagens, que são:

 

  1. O indicador valoriza de modo diferente os fluxos recebidos em períodos diversos (isso pode ocorrer antes ou depois do payback, desconsiderando os valores recebidos dentro de cada um desses intervalos);

 

  1. Para projetos de duração mais longa, essa estratégia não é à melhor recomendada, pois não considera os fluxos de caixa produzidos depois do ano de recuperação.

Como calcular o seu payback?

O cálculo do payback é baseado em uma fórmula relativamente simples, mas é necessário ter alguns cuidados quando for calcular as variáveis. É imprescindível ter o planejamento adequado do fluxo de caixa.

 

Também é necessário colocar todos os custos relacionados ao investimento, o que às vezes pode ser um desafio.

 

Não se esqueça de incluir custos com equipamentos, funcionários, despesas administrativas e operacionais relacionadas.

 

Assim que tudo estiver preparado, por meio do demonstrativo de resultados, define-se o resultado médio mensal do fluxo de caixa, considerando um determinado período que você irá definir como o melhor para o seu negócio.

 

Divide-se o investimento inicial por esse resultado e tem-se o payback do projeto.

 

Logo, PB (payback) = investimento inicial / resultado médio do fluxo de caixa

 

Se o seu negócio tiver realizado um investimento de R$ 80.000,00 e o resultado médio mensal de seu fluxo de caixa corresponda a R$ 3.000,00, logo o cálculo será de:

 

PB = 80.000 / 3.000 = 26,7 meses (aproximadamente 27 meses, ou seja, 2 anos e 3 meses).

 

Calcular o resultado médio mensal do fluxo de caixa tem a vantagem de facilitar a contabilidade, oferecendo um valor-base para ser dividido pelo investimento inicial.

 

O profissional responsável pode elaborar um fluxo de caixa livre acumulado, em outras palavras, ele irá somando todos os fluxos de caixa da sua projeção, do início ao fim.

 

Novos projetos geralmente tendem a mostrar resultados negativos nos meses iniciais; mas, com o acúmulo de resultados positivos nos meses seguintes, o valor se converte em resultados positivos de forma definitiva.

 

Assim que os novos projetos passam a atingir resultados positivos, significa que o payback foi alcançado.

 

Está vendo? Não existe segredo, os números não falham. Esperamos que esse artigo tenha ajudado a compreender como a estratégia funciona. 

 

Para mais conteúdos como este, basta continuar acompanhando.

 

Até breve!


Últimas Postagens WebPeak

SEO

Quer melhorar sua Taxa de Clique Orgânico? A gente te mostra como!

Google

Google testará o Protocolo IndexNow

Google

Guia SEO: aprenda a encontrar todas as páginas de um site

Google

Como desenvolver uma campanha com resultados no Google Ads