Google

O que você precisa saber sobre o Novo Google Analytics ou GA4

10
Nov
2020

Giulia Oliveira

Analista de SEO, especialista em performance para ecommerce e soluções Google.

Se você trabalha com a internet, já deve ter visto que o Google Analytics foi atualizado. Sim, mais novidades do Google vem por aí, o ano ainda não acabou!

De acordo com o próprio Google, tais mudanças foram feitas:

“Para ajudá-lo a obter um melhor ROI de seu marketing a longo prazo, estamos criando um novo e mais inteligente Google Analytics que se baseia na propriedade App + Web que introduzimos na versão beta no ano passado.

Ele tem o aprendizado de máquina em seu núcleo para revelar insights úteis e fornecer a você um entendimento completo de seus clientes em todos os dispositivos e plataformas.”

Sem dúvidas, essa é considerada uma das maiores transformações da plataforma desde o seu lançamento em 2005,  que promete ficar mais inteligente, intuitiva e totalmente focada na experiência do usuário.

Fato é que milhões de empresas de todos os tamanhos, desde micro a gigantes, usam o Google Analytics para entender o comportamento e as preferências dos clientes, com o intuito de aprimorar a experiência dos usuários. Então, não dá para ficar de fora e ignorar as mudanças, você deve acompanhar.

Essa é a cara do novo painel, que não mudou tanto assim:

o-que-voce-precisa-saber-sobre-o-novo-google-analytics-ou-ga4

O que muda com o Novo Google Analytics?

Nessa última atualização, o Google Analytics está recebendo 4 novos recursos desenvolvidos para melhorar as decisões de marketing, facilitando o dia a dia de gestores, assim como a conquista de um melhor ROI.

Os 4 principais recursos disponíveis no novo Google Analytics são:

  • Insights que usam aprendizado de máquina para identificar tendências;
  • Integração mais completa com dados do Google Ads;
  • Medição de dados com foco no cliente;
  • Controle de dados mais rígido.

Analisando até aqui, podemos ver que as mudanças estão diretamente relacionadas ao detalhamento dos relatórios, que trazem informações mais específicas do comportamento de clientes.

Na prática, o detalhamento de tais dados agiliza a tomada de decisão, de forma que não é mais preciso vasculhar e cruzar relatórios.

Vamos detalhar um pouco mais sobre essas mudanças do GA4.

1. Novo Google Analytics: Insights Machine Learning

O Google Analytics agora é capaz de alertar os profissionais de marketing sobre tendências de dados importantes. A utilização prática dessa tecnologia é possível com a utilização dos modelos de aprendizado de máquina (machine learning) existentes do Google.

Imagine receber um alerta da origem que mais vende, para provisionar o estoque. Por exemplo: o Google Analytics pode usar os dados do site para identificar os produtos com demanda crescente devido às necessidades de novos clientes. Isso é sensacional!

2. Novo Google Analytics: Integração com o Google Ads

De acordo com o Google: com essas novas integrações entre todos os produtos de marketing do Google, fica mais fácil usar os dados a seu favor e melhorar o ROI de seu marketing digital.

“Uma integração mais profunda com o Google Ads, por exemplo, permite que você crie públicos que possam alcançar seus clientes com experiências mais relevantes e úteis, onde quer que eles decidam se envolver com sua empresa.”

Dados:

o-que-voce-precisa-saber-sobre-o-novo-google-analytics-ou-ga4

O marketing deve estar mega antenado no interesse e comportamento do público-alvo, ou nenhuma campanha terá uma boa performance.

3. Novo Google Analytics: Medição de dados do cliente

Com tais mudanças o Google Analytics evoluiu de uma medição fragmentada por dispositivos ou plataformas, para uma medição centrada no cliente e suas intenções na web. Tal mudança foi projetada para dar aos profissionais e gestores de marketing, uma visão mais completa de como os clientes interagem com o site de uma empresa.

A medição centrada no cliente do Google Analytics usa vários espaços para identificar o prospect, tudo de acordo com as preferências do usuário. Dessa forma, os profissionais de marketing podem ver se os clientes descobriram primeiro uma empresa por meio de um anúncio e depois concluíram uma compra no aplicativo da empresa.

Conhecer esse processo é muito importante para identificar os ‘gaps’ no caminho - da aquisição à conversão e retenção, e corrigi-los.

Informações direto do Google:

“... simplificamos e reorganizamos os relatórios para que você possa encontrar insights de marketing intuitivamente com base na parte da jornada do cliente em que está interessado.

Por exemplo, você pode ver quais canais estão gerando novos clientes no relatório de aquisição de usuários e, em seguida, usar os relatórios de engajamento e retenção para entender as ações que esses clientes realizam e se permanecem por perto após a conversão ”.

4. Novo Google Analytics: Controle de dados

Nessa atualização, o Google Analytics permite que profissionais de marketing possam escolher quando usar os dados do cliente para otimizar anúncios, e quando limitar o uso dos dados apenas para medição.

Fique atento, pois esses controles também podem ser usados para especificar como os dados devem ser usados para publicidade. Além disso, temos a LGPD (Lei Geral de Proteção de Dados), que ajudou a motivar tais mudanças no controle dos dados de usuários.

LGPD, Cookieless, o novo Analytics foi projetado para se adaptar a um futuro com ou sem cookies ou identificadores. O futuro é agora!

Conhecendo os Módulos do novo Google Analytics

Separados por módulos, os relatórios do Google Analytics estão ainda mais visuais, onde você terá acesso a dados cruciais sobre seu negócio. Os módulos são: Ciclo de Vida, Usuário, Eventos, Explorar e Configurar, onde iremos explicar de forma mais detalhada a seguir. 

Módulo Ciclo de Vida

Neste tópico, você conseguirá analisar informações referentes às origens de tráfego (aquisição), comportamento dos usuários (engajamento), geração de receita (monetização) e dados sobre novos visitantes x recorrentes (retenção).  

Módulo Usuário

Saber qual é o gênero, idioma, faixa etária e quais são os interesses de seu público-alvo são algumas das informações mais importantes na hora da criação de sua estratégia de marketing. Imagine só, você investe muito em uma campanha, porém, sua audiência não coincide com o direcionamento de sua estratégia. Pensando assim, você não irá aparecer para usuários relevantes (aqueles que não convertem) e acaba desperdiçando seu budget. Triste, não? Ninguém gosta de jogar dinheiro fora! 

No módulo Usuário, você terá todas essas informações e conseguirá ter um bom norte sobre qual comunicação utilizar, qual região atingir e fazer com que sua estratégia tenha um bom direcionamento, gerando assim mais conversões. 

Módulo Eventos

Conforme vimos anteriormente, é crucial ter compreendimento sobre quem é seu público-alvo, entretanto, como saber se o mesmo está realizando as ações que você espera em seu site? Preencher um formulário, assistir um vídeo, clicar em um botão específico ou comprar um produto são os exemplos mais comuns de eventos. São basicamente, as conversões, ou seja, a ação que você espera que seu usuário realize para que você compreenda se seu objetivo de negócio está sendo concluído. 

Neste módulo, você poderá compreender essas informações e verificar, por exemplo, de quantos usuários que acessam suas páginas, quantos possuem real interesse em seu negócio. 

Na categoria Eventos são duas ferramentas: Conversões e Todos os Eventos. As conversões são os eventos principais do seu site, que são baseadas em seu objetivo de negócio (alguns dos exemplos acima podem ser enquadrados como conversão). Já em todos os eventos, você poderá ver como um todo quais são as demais áreas importantes em que os usuários clicam em seu site. 

Lembre-se: não defina qualquer tipo de ação como uma conversão, pois assim, será complicado compreender se de fato, a ação mais valiosa do seu negócio está sendo executada. 

No geral, os Eventos deverão ser configurados via Google Tag Manager. 

Caso você ainda não tenha uma conta no GTM, clique aqui e saiba por onde começar.

Módulo Explorar

O módulo Explorar permite que você explore seus dados do Google Analytics para descobrir insights e executar as ações necessárias. Também é possível usar os dados do Google Ads.

Você pode configurar e alternar facilmente entre várias técnicas de análise, detalhar dados, classificá-los e refaturá-los, além de adicionar e remover dimensões e métricas com rapidez e facilidade. 

Se você já é um usuário assíduo das ferramentas Google, verá que o recurso Explorar é semelhante ao Google Data Studio. 

Os dois tópicos abordados neste módulo, são o Hub de Análise e Galeria de Modelos

No Hub de Análise, é possível criar painéis personalizados de análise, baseando-se em quais tipos de métrica você deseja acompanhar. 

É possível criar painéis em branco, onde você define quais informações deseja obter através de gráficos e tabelas personalizados. Você deseja verificar quais as jornadas dos usuários você consegue analisar, segmentar e detalhar com funis de várias etapas? Então, selecione a opção (já criada por padrão pelo GA4) Análise de Funil

Quer ter uma visualização no estilo ‘gráfico de árvore’? Então, selecione a opção Análise de Caminho, a fim de compreender as jornadas dos usuários de acordo com sua preferência de observação.

Acima, listamos os principais modos de visualização das jornadas dos usuários. Porém, caso você queira analisar outros tópicos, acesse a Galeria de Modelos do GA4. 

Confira os recursos presentes nesse tópico.

Técnicas de Análise da Galeria de Modelos do Google Analytics (GA4):

  • Exploração: Crie gráficos e tabelas personalizados de acordo com suas preferências de análise;
  • Análise de Funil: Verifique quais as jornadas dos usuários você consegue analisar, segmentar e detalhar com funis de várias etapas;
  • Análise de Caminho: Compreenda as jornadas dos usuários com gráficos do estilo ‘árvore’;
  • Sobreposição de Segmentos: Compreenda o que as interseções dos seus segmentos de usuários dizem sobre o comportamento dos mesmos;
  • User Explorer: Veja quais comportamentos você consegue ter melhor compreensão ao analisar cada usuário individualmente; 
  • Análise de Coorte: Analise o comportamento e o desempenho de grupos de usuários relacionados, tendo como base seus atributos em comum ao longo do tempo;
  • Ciclo de Vida do Usuário: O que você deseja compreender ao analisar todo o ciclo de vida dos seus usuários no website?

Casos de Uso da Galeria de Modelos do Google Analytics (GA4):

  • Aquisição: Crie um painel para melhor compreensão do desempenho de suas estratégias de marketing;
  • Conversão: Entenda qual é a jornada de seu cliente até a conclusão de seu objetivo de negócio?; 
  • Comportamento do Usuário: O que seu público faz em seu site ou aplicativo após acessarem a primeira página? 

Setores da Galeria de Modelos do Google Analytics (GA4):

  • Comércio Eletrônico: Qual é o desempenho de sua plataforma de e-commerce? 
  • Jogos: Se você também possui um game, o Analytics possibilita que você compreenda o desempenho dos mesmo, fornecendo relatórios cruciais para as melhores tomadas de decisões. 

Módulo Configurar

O módulo Configurar do Novo Google Analytics é possível ajustar as principais informações de sua conta, como Públicos Alvo, Propriedades do Usuário e também, conferir os recursos do DebugView.

Públicos Alvo

Os públicos-alvo do Google Analytics são grupos de usuários que você cria com base em uma combinação de informações relevantes ao seu negócio. Você pode trabalhar acerca de públicos-alvo pré-configurados do Google Analytics, que foram desenvolvidos para abranger várias situações de uso. É possível criar novos públicos do zero e importar qualquer um dos seus segmentos existentes, a fim de usá-los para novos públicos.

Por padrão, em casos de lojas virtuais, a propriedade já vem com dois públicos-alvo: All Users e Purchasers. O público All Users representa todos os usuários nos quais acessaram e interagiram com as páginas do website. Já Purchasers corresponde ao público no qual efetuou uma compra em seu e-commerce. 

No canto superior direito da tela, existe o botão Novo público, onde você pode criar um público-alvo personalizado do zero ou utilizar os públicos sugeridos pelo Analytics, como Usuários Ativos Recentemente, Usuários que não realizaram uma compra ou então, conferir os modelos existentes. 

Propriedades do Usuário

O módulo Propriedades do Usuário é próprio para proprietários de aplicativos móveis e da web. É recomendável definir propriedades do usuário para identificar os atributos estáticos ou que não sofrerão alterações frequentes, como "spender=true", "profession=engineer" ou "favorite_team=Real Madrid". 

As propriedades são, na verdade, parâmetros fixos de eventos que são registrados automaticamente quando você chama logEvent. Depois de criar e registrar os valores das propriedades do usuário, você poderá usá-las para filtrar seus relatórios. Isso permite, por exemplo, analisar as diferenças entre os jogadores que gastam e aqueles que não gastam.

Cada projeto do Firebase pode ter até 25 propriedades do usuário com nomes exclusivos (que diferenciam maiúsculas de minúsculas).

*Firebase é uma plataforma desenvolvida pelo Google para a criação de aplicativos móveis e da web.

DebugView

Para conservar os dados de rede e a duração da bateria em dispositivos móveis, as implantações do Google Analytics fazem pesquisas periódicas dos dados de uso, geralmente a cada hora. No entanto, durante o desenvolvimento, é recomendado analisar os eventos imediatamente para fazer ajustes logo. O DebugView permite monitorar os eventos do app e/ou do site em tempo real.

Para usá-lo, primeiro você precisa ativar o modo de depuração no seu dispositivo ou site.

Para saber mais, acesse esse tópico da Central de Ajuda do Firebase.

A importância do Google Analytics e os motivos para a mudança

Não se fala em outra coisa no momento, muitos já estavam aguardando as mudanças que o Google anunciou no dia 14/10. O Google Analytics tem sido uma das plataformas principais para acompanhar as métricas de sites de pequenas à grandes empresas, e como todas as ferramentas é necessário passar por um upgrade de vez em quando. 

O motivo principal foi atualizar a tecnologia para que ela acompanhasse as mudanças do consumidor, podemos notar que a pandemia teve um impacto significativo para o aumento do mercado online. 

Não sendo suficiente, todo o processo foi pensado para que as empresas também conseguissem mensurar a longo prazo o ROI (Retorno sobre o Investimento), facilitando as estratégias de marketing digital. 

A integração mais aprimorada com o Google Ads possibilita melhorar o alcance com clientes que estejam mais alinhados com a empresa. E foi buscando atender as necessidades dessas empresas que agora você poderá medir as interações dos  aplicativos e web juntos. 

O Google Analytics 4, como agora é chamado, está prometendo um desempenho ainda melhor, mais integrado e voltado para as empresas que querem melhores resultados dentro do marketing digital. Em outras palavras, a ferramenta vai solucionar grande parte das necessidades dos usuários, e automaticamente, quem souber utilizar vai conseguir resultados mais significativos. 

Conclusão

Agora que você já sabe a importância do Google Analytics e suas alterações, já é bom começar se familiarizando com a versão beta já disponível pela plataforma. Essa é a chance de você sair na frente com métricas mais assertivas e utilizar todos os dados a favor do seu negócio. 

Os consumidores estão cada vez mais exigentes, e o comportamento dos usuários muda constantemente, por isso é necessário estar sempre um passo à frente. 

Esperamos que este conteúdo tenha te ajudado a entender todas as mudanças do Google Analytics. Para ter acesso a conteúdos relacionados continue nos acompanhando, trazemos as novidades do marketing digital para que você se mantenha sempre atualizado.

Até a próxima!


Últimas Postagens WebPeak

SEO

Quando investir em SEO?

SEO

Como Reduzir Custos de Marketing trabalhando SEO

SEO

Tips and Tricks para Melhorar a Performance no Google

SEO

Importância do conteúdo exclusivo no comércio eletrônico