Prepare a sua Estratégia de Marketing Digital 2019

29/11/2018

Prepare a sua Estratégia de Marketing Digital 2019

O ano está quase acabando e já é hora de preparar sua Estratégia de Marketing Digital 2019. Não deixe para última hora! Um bom começo é observar as diversas novas tendências de marketing digital para o próximo ano e estar pronto para as novidades.

Mas você provavelmente notou um problema: a maioria das táticas de marketing por aí é cara! Seja investimento em Ads, Facebook ou Instagram. A verdade é que você não pode ser tornar 'refém' dessas origens para garantir a saúde em longo prazo do seu negócio.

Então, como usar a Estratégia de Marketing Digital sem ter muito dinheiro? Simplificando, se planeje!

Pensando nisso, aqui estão algumas dicas que você precisa conhecer para Preparar a sua Estratégia de Marketing Digital.

É fato que o Marketing Digital vem conquistando cada vez mais espaço no mundo moderno e seus impactos sobre a formas das marcas se relacionarem com seu público-alvo também. Por isso, é fundamental estarmos sempre de olho em mudanças de comportamento e novas tecnologias.

#1 Estratégia de Marketing Digital: Planejamento

Como diz o título da postagem, você precisa Preparar sua estratégia de Marketing Digital e a primeira etapa para você ter sucesso é sempre o planejamento. Durante essa etapa serão definidos os objetivos e as metas a serem atingidas com o plano de marketing e com as campanhas envolvidas.

Esse é um processo que visa facilitar a conquista das metas definidas!

Quando você cria um Planejamento de Marketing Digital personalizado para seu negócio e segue essas estratégias, irá perceber que seus resultados irão melhorar consideravelmente. Planejamento é essencial para tudo que fazemos na vida, por isso antes de colocarmos a mão na massa há uma série de projetos e estratégias para que tudo seja muito bem desenvolvido.

estrategia de marketing digital 2019

Dicas de Organização para o Planejamento de Marketing Digital

1. Priorize as atividades do dia

Para dar aquele up na gestão do tempo, liste todas as suas atividades do dia e priorize aquelas que para a empresa é de maior importância e que afetam diretamente a entrega dos resultados. 

2. Faça uso da tecnologia

Os aplicativos chegaram com força total no mercado virtual para ajudar você a não perder mais seus compromissos, a se organizar, planejar. Uma infinidade de apps, sites e programas já estão à disposição para quem deseja ter uma rotina mais organizada.

Se você é Ecommerce, conheça nossa lista com as Melhores plataformas de ecommerce para iniciar seu negócio!

3. Organize as anotações num só lugar

Para não se dispersar, durante a execução da tarefa, centralize suas anotações. A dica continua sendo a mesma, é bom que seja feita essas anotações em uma plataforma de fácil acesso em qualquer lugar. Isso irá facilitar muito na rotina. 

É importante analisar também as coisas que serão necessárias para o funcionamento da estratégia, se serão usados equipamentos aliados com a tecnologia, se serão efetivos e se estão disponíveis também.

Para que seu plano seja bem executado sempre planeje e analise as seguintes coisas:

  • Economia: Fatores como juros, inflação, oscilação da economia, aumento do dólar podem influenciar na sua estratégia? Se sim planeje esse fator aliado com seu plano.
  • Cultura da sociedade: Nesse fator é importantes listar se essa característica pode influenciar no seu plano. A cultura de onde a sua empresa está localizada pode influenciar ou não seu negócio? Não se esqueça de listar localização, sexo, estado civil e muito mais.
  • Leis: Listar leis que tenham a ver com o seguimento que sua empresa atua também é de extrema importância, para que isso não abale e nem provoque impacto na sua empresa.
  • Tecnologia: Liste sempre as formas que sua empresa usará tecnologia, cite as formas que isso pode afetar a sua empresa seja na abertura ou no funcionamento.
  • Concorrentes: Análise preços, funcionamento, a divulgação dos seus concorrentes. Mas lembre-se não copie, apenas use para aperfeiçoar sua estratégia para se tornar superior.
  • Interno: Veja se os funcionários e ambiente internos da empresa, estão aptos a realizar a estratégia de marketing.

Coletando esses dados você consegue ver mais além se o seu plano irá fluir bem, e caso haja alguma coisa que não esteja no padrão é importante adequá-la antes de colocar o plano em prática. 💪

Muitas empresas têm lutado dia após dia quando o assunto é vendas. Muitas dessas lutas são devidas à uma economia pobre e falta de budget para investir em marketing. Portanto, se planeje com calma e avalie cada ponto.

#2 Estratégia de Marketing Digital: Arquitetura e Ferramentas de SEO

Nos próximos anos iremos notar uma maior valorização do trabalho de SEO, que deve ser amigável para usuários e para os buscadores, que como consequência, te trará visibilidade online independente do orçamento disponibilizado para links patrocinados.

Em tempos que os custos de mídia online são crescentes, a exposição orgânica ganha cada vez mais destaque entre os profissionais de marketing digital, pois além de redução de custos com mídias pagas, o tráfego de busca orgânica é extremamente qualificado, uma vez que o usuário escolheu clicar em resultados com relevância para sua busca.

Fatores Importantes de SEO

Título da Página - Tag Title

Quando o assunto é sobre SEO, o Título da Página é o elemento mais destacado e relevante dos demais. Contudo, na maioria das vezes seu espaço é ocupado por slogans ou frases que não descrevem bem a página ou que não fazem uso das palavras-chaves que realmente agregam o seu negócio. Como consequência, o mecanismo de busca pode não identificar a relação do seu site com esses termos.

Temos algumas dicas simples que você pode seguir para a elaboração de títulos no seu site:

  • Crie um único título por página
  • Este título precisa ser condizente com o conteúdo da página
  • Explore a principal palavra-chave do conteúdo (e se possível outras variações)
  • Ponha a sua marca no final do título (sempre que julgar a sua marca um diferencial)
  • Evite escrever uma série de diferentes termos separados por vírgulas

Descrição da Página - Meta Description

As descrições  é um código inserido na página que não tem peso como fator de rankeamento. Isso quer dizer  que as palavras-chave que estão na meta description não vão ser responsáveis por melhorar ou piorar o posicionamento de uma página no Google.

Por outro lado, a meta-descrição é aquela exemplificação que costuma aparecer na página de resultados. A intenção é mostrar para o usuário o que a página aborda, e convencê-lo de que vale a pena clicar no link para ler o conteúdo. Sendo assim, preencher a Meta Description com um texto atrativo pode aumentar muito a taxa de resultados de tráfego orgânicos no seu site.

Existem alguns fatores interessantes que você pode seguir para este elemento:

  • Para alguém ter interesse de clicar em seu link, a meta-descrição precisa ser atrativa, relevante, informativa, curiosa e com chamada para ação
  • Fique atento, pois o Google atualizou o limite da meta-descrição de 160 para 320 caracteres. Esse é o máximo recomendado que você deve usar

URL (endereço da página)

Existe um outro elemento em que o robô do Google faz a varredura de palavras-chave, este é o próprio endereço da página.

Por conta disso, é importante que sua URL seja clara e que contenha a palavra-chave desejada, algo como “http://site.com.br/nome-do-post. Fuja dos URL’s com códigos como neste exemplo  http://site.com.br/ct136781xg19g37”, ou também parâmetros como http://site.com.br/?p=12447. Outra questão a considerar é manter as URLs mais curtas o possível, evitando o uso de datas ou números, afinal, se tiver que atualizar o conteúdo, será necessário criar uma nova URL.

Indo um pouco mais à fundo, muitos dos links que você receber terão o próprio endereço da página como texto âncora, o que de fato é também bastante relevante.

Imagens e textos alternativos

Basicamente há 4 itens que você deve analisar nas imagens de uma página quando se trata de SEO:

  • O nome de arquivo
  • O texto alternativo (alt text)
  • O tamanho do arquivo (peso)
  • O contexto

Este são alguns pontos responsáveis por ajudar o Google a determinar qual é o assunto da imagem anexada naquela página, assim como impactam no tempo de carregamento (se formos falar em tamanho).

Uma dica importante é que  a imagem deve estar otimizada e compactada, isso diminui seu peso e não afetar muito o tempo de carregamento da página.

Heading Tags

Você também pode determinar subtítulos no código de uma página, chamados também de Headings. Estes códigos indicam a prioridade de algumas partes da página sobre outras, variando entre H1 e H6, sendo H1 o conteúdo mais destacado. Colocar a palavra-chave principal dentro desses subtítulos pode ajudar no quesito rankeamento do Google. O mais indicado é que seja usado um único H1 por página e, se necessário, múltiplos H2 e H3.

Utilizando Heading Tag em SEO: H1, H2, H3, H4, H5 e H6

Esses são recursos de programação HTML utilizados para destacar títulos e sub-títulos de uma página/conteúdo. Não é apenas uma questão estética, texto grande ou pequeno, e sim uma hierarquia do que está presente nas páginas do site. A letra 'H' é uma abreviação em inglês para Header, que significa Cabeçalho. Conceitualmente o H1 é o cabeçalho mais importante, mais forte dentro de um conteúdo e com a fonte maior, além de ser o elemento que o Google utiliza para determinar qual o assunto principal que está sendo abordado.

É recomendado utilizar apenas um H1 por página, sempre focando na palavra-chave principal que você deseja rankear. As outras Heading Tags, como H2 e H3 (entre as outras), podem ser utilizadas como sub-títulos em uma página, e pensando em SEO, são um excelente recurso para incluir a palavra-chave principal com destaque mais de uma vez na página e termos complementares, por exemplo: Características do Vestido Florido e Medidas do Vestido Florido (em caso de produtos), Faixas do Albúm OK Computer - Radiohead (em caso de um blog de música).

Uma tendência de Marketing Digital para 2019 é o uso cada vez maior de ferramentas de SEO sofisticadas para ajudar no processo de pesquisa de palavras-chave mais relevantes, competitividade e monitoramento de posições (rank das páginas).

Ferramentas de SEO

WebPeak  e seu conjunto de ferramentas de SEO, são indispensáveis para melhorar os resultados de seu negócio na internet, todas elas em um único lugar, ou seja, aquele caminho tortuoso de procurar cada ferramenta para uma ação específica de SEO, mas em locais diferentes, é superada em nossa plataforma, seus principais recursos de SEO estarão em suas mãos:

  • Auditoria Técnica;
  • Análise de Backlinks;
  • Recursos de Palavras Chave;
  • Ferramenta de Links Internos;
  • Analise Backlinks dos Concorrentes;
  • Análise SEO Interna;
  • Análise de Rank;
  • Integração  Google Analytics;
  • Análise de Backlink Tóxicos;
  • Diretórios para Geração de Links;
  • Sinais Sociais de SEO;
  • Análise de Concorrentes.

Chegou a hora de melhorar os resultados de seu negócio! Invista nas melhores práticas de SEO e veja seu negócio no topo do Google! São ferramentas de SEO que vão auxiliar ao máximo seus projetos na internet.

As técnicas de SEO vem se aprimorando com cada atualização de algoritmo do Google, buscando se adaptar aos novos hábitos dos consumidores e tecnologias que estão surgindo a cada dia.

estrategia de marketing digital 2019

#3 Estratégia de Marketing Digital: Chatbots

O crescimento global do mercado de chatbots deverá de 24% por ano até 2025, segundo relatório da Grand View Research. Os chatbots são capazes de fazer atendimentos personalizados com base nas perguntas dos visitantes do site, e também são capazes de fazerem orçamentos, vender produtos e serviços, manter o contato e proximidade com o cliente.

O objetivo principal dessa tecnologia é de reduzir a carga de trabalho interno de atendimento. Existem casos em que o chatbot chega a substituir vendedores e atendentes das empresas.

Em função da economia de tempo, de dinheiro e da agilidade que estes sistemas proporcionam, podemos estimar que nos próximos cinco anos, cerca de 80% das comunicações com clientes sejam realizadas por meio de chatbots. 🤖

Separamos os 5 Chats para E-commerce que você precisa conhecer. Veja:

1) LIVE HELPER CHAT: HTTPS://LIVEHELPERCHAT.COM/

O LHC pode ser considerado um dos sistemas de chat online mais populares do mercado. Ele possui muitas vantagens, sobretudo por ser gratuito e facilmente personalizável, o LHC é conhecido por permitir que grandes equipes façam diversos atendimentos de forma muito precisa, ou seja, de modo certeiro.   

Além disso, conta com registro de todas as conversas em banco de dados, permite que cliente e atendente enviem arquivos como capturas de tela, comprovantes de pagamento, entre outros.

Outra importante vantagem está em torno do uso de CSS3, que permite que o design possa ser personalizado facilmente, tornando visualmente parecido com seu ambiente. Compartilhamento de tela, plugins de voz e métricas de tempo do atendimento ainda são outros diferenciais do sistema.

2) LIVE!ZILLA: HTTP://WWW.LIVEZILLA.NET/

Este é um sistema de atendimento online alemão, que contempla chat, sistema de ticket e monitoramento de usuários.  Os recursos são muitos, como chat ao vivo, fila de espera para atendimento com contador de tempo e envio de conversas por e-mail, esses são os benefícios mais populares garantidos por este sistema.

Além disso, possui ainda um completo monitor de usuários presentes no site, informando país de origem, navegador e até mesmo as palavras-chave utilizadas para localizar o site.

A interface pode ser customizada para sua identidade visual e o ambiente administrativo possui níveis de acesso, evitando que usuários com credenciais inferiores tenham acesso às configurações do sistema.

3) ESTREAMCHAT: HTTP://WWW.ESTREAMCHAT.COM/

O sistema eStreamChat possui tela das conversas em tempo real e suporta vários canais de atendimento.

A integração com outros sites é muito mais simples e é capaz de importar usuários, fotos, chats, listas de proibição de usuário e outros adventos.

4) PHPFREECHAT: HTTP://WWW.PHPFREECHAT.NET/

O phpFreeChat possui versões comerciais e a versão popular cresceu muito ao longo dos anos.  

Possui recursos de chat ao vivo, fila de atendimento, departamentos, envio de conversas por e-mail etc. As vantagens em torno do uso como comunicador interno em empresas, faculdades e organizações tornaram a ferramenta mais popular por ser leve e com uma interface bastante amigável.  

5) CHANT: HTTPS://CODE.GOOGLE.COM/P/CHANT/

O Chant pode ser considerado um poderoso e flexível sistema de chat online escrito em PHP e JavaScript.  É ótimo por possuir suporte para BBCode, emoticons 3D animados e uma barra de ferramentas para formatar suas mensagens de chat.  

Não requer quaisquer plugins do navegador como Java ou Flash. Também não requer bancos de dados MySQL, todos os dados são armazenados em arquivos comuns, o que sugere seu uso para pequenos ambientes.

Possui recursos de privacidade, como criptografia de tráfego (cliente-servidor-cliente) e um painel de controle administrativo poderoso que pode ser integrado com sistemas de fórum e CMS.

Os atendimentos online são bastante populares, e podemos dizer que superou outras formas de atendimento, pois trazem rapidez ao usuário, garantindo a solução para os problemas. O uso dos chats como forma de atendimento ao cliente passou a ser utilizado em maior escala no momento em que os usuários passaram a preferir um atendimento personalizado e prático. 

#4 Estratégia de Marketing Digital: Pesquisa por Voz

Com a democratização da internet, conseguimos notar um maior engajamento de públicos mais novos e mais velhos, que ou não sabem escrever ou estão com preguiça de escrever.

A busca por voz pode ser usada tanto no desktop quanto em dispositivos móveis. Às vezes, sua ativação depende de um comando específico, como “Ok, Google!". Em outros casos, basta clicar no ícone de microfone no seu navegador.

busca por voz é um recurso extremamente conveniente. Você pode ouvir ou executar comandos no seu celular de qualquer lugar. Embora seja super prático, isso também traz alguns desafios para sua estratégia de marketing digital. O maior deles é a mudança nos padrões de comportamento dos usuários.

Deixar de digitar no notebook ou tablet pode parecer algo irrelevante, mas essas transformações sutis irão impactar seu negócio.

Atualmente, um terço das (3,5 bilhões) buscas feitas no Google diariamente são pesquisas de voz! Um volume de pesquisa desses precisa ser colocado em seu radar como tendência do marketing digital em 2019.

Entenda como a Busca por voz Impacta no E-commerce.

Dica: utilize expressões de pesquisa mais conversacionais e menos escritas/digitadas. Use expressões-chave faladas ao invés palavras-chave que estávamos acostumados.

#5 Estratégia de Marketing Digital: Blog é relacionamento com o mercado

Você pode até entender a importância de ter um blog para o sucesso da estratégia de marketing de seu negócio, mas você sabe como fazer um blog? Ou melhor, como fazer um blog atraente para seu público?

Hoje em dia, quando falamos em como fazer um blog, são duas saídas que existem: a gratuíta e a paga. Ambas são eficientes, mas é importante que você saiba quais as principais diferenças.

Na versão gratuita, são duas plataformas muito utilizadas, a WordPress.com e a Blogger. Elas possuem as mesmas funcionalidades, entretanto, quando você optar sair dessas plataformas, o Blogger é mais complicado. As duas opções não precisam que você realize o pagamento para hospedagem do blog, e fica em um endereço como http://meublog.wordpress.com ou http://meublog.blogger.com.

Se você optar por uma versão paga, você irá pagar pela empresa que irá hospedar seu blog e não pela plataforma. Existem algumas boas plataformas, uma das mais conhecidas é o WordPress, mas não a citada anteriormente e sim o sistema open source. Nesse caso, você pode fazer o download dos arquivos e instalar em seu servidor.

Fato é que muitas empresas de hospedagem possuem a opção de solicitar a instalação do WordPress, que facilita muito a sua vida. Vale uma boa pesquisa de hospedagem e plataforma.

Saiba mais: Como criar um Blogger, aumente a receita de sua empresa

Passos Indispensáveis sobre como fazer um blog atarente e de sucesso

  1. Encontre um assunto do seu interesse;
  2. Defina se você irá utilizar uma hospedagem paga ou uma versão de blog gratuita;
  3. Execute sua criação através do local escolhido;
  4. Faça uma definição de um tema visual para o seu blog;
  5. Inicie a publicação de conteúdos.

1. Criação de Conteúdo

Podemos dizer que na internet o conteúdo é fundamental, e isso vale para blogs centralmente! O que você deve fazer é escrever artigos de qualidade, que vão se destacar na rede. Você deve trabalhar com assuntos populares e interessantes para seu público.

O primeiro passo para fundamentar a criação de sua estratégia de marketing de conteúdo é descobrir qual tema tratado irá trazer retornos.

Existem outras formas para conseguir aumentar o volume de produção de conteúdo para seu blog, e isso através da utilização de recursos externos, como agências de conteúdo ou ou freelancers.

Temos um conteúdo especial para você criar conteúdos inesquecíveis: Os 10 mandamentos do marketing de conteúdo

2. Imagens e Vídeos no Blog

Se tratando do marketing de conteúdo, outro ponto fundamental é o de anexar ao seu artigo imagens e vídeos, afinal, isso irá torná-lo agradável para o leitor no momento da leitura. Um artigo corrido, cheio de palavras, nos tempos atuais, é cansativo.

A internet envolve dinamismo, e para isso, artigos online devem ser descontraídos. Você precisa compreender a importância de conteúdos dinâmicos e únicos para que as pessoas retornem ao seu blog.

3. Tempo de investimento no conteúdo

Se tratando de investimento de tempo, o importante é que você tenha em mente o gasto de 70 a 80% do seu tempo, isso porque produzir conteúdo de qualidade demanda a procura por assuntos que estão em alta, assuntos polêmicos e principalmente de interesse do seu público alvo. 

Dessa forma, os 20% ou 30% que restarem você deve utilizá-los para melhores seu blog, experiência para o leitor, visual e outros aspectos do marketing digital.

Não deixe de ler: Dicas de como montar um blog

4. passo sobre como fazer um blog: SEO em sua estratégia

O SEO (Search Engine Optimization), é conhecido em português como otimização de sites, e é definido por sua capacidade de aumentar os acessos através do seu site, e engloba um conjunto de técnicas e estratégias, que vamos expor mais abaixo, responsáveis o melhor posicionamento do seu site nos resultados orgânicos do Google.

As técnicas de SEO são muito importantes para desenhar sua estratégia de conteúdo. A produção de conteúdos envolve atenção ao que é colocado no site. O Google consegue fazer a análise de relevância através de originalidade do conteúdo, tamanho do material escrito, e qual a ligação do texto com as palavras-chaves.

A escolha de palavras-chave, por exemplo, é uma ótima forma de se tornar notável nos sites de busca e produzir conteúdos originais e bem ranqueados, isso vai destacar seu negócio. Além disso, link building, entre outras, fazem parte do que é impulsionado a partir do SEO.

Leia mais: Como criar um blog de sucesso para seu negócio
estrategia de marketing digital 2019

#6 Estratégia de Marketing Digital: Business Intelligence (BI) e Big Data

Dentro do Marketing Digital a inteligência de negócios ou business intelligence se refere aos processos, técnicas e ferramentas que auxiliam na visibilidade da empresa, assim como seus indicadores de desempenho (KPI's) que podem determinar os próximos passos.

Todo processo se inicia com a coleta de informações, que pode ser de seus próprios ou dos concorrentes, e existem uma diversidade de dados que podem ser aproveitados, como informações demográficas, comportamento online, preferencias, entre outras. Tais informações norteiam os próximos passos da empresa.

Na área de BI as informações são apresentadas em formato de Dashboards onde é possível ter a visualização em tempo real do status e acomapanhamento das estratégias ativas.

Com o Big Data é possível consultar e mapear um enorme volume de dados, assim como extrair informações vitais para o negócio. Um exemplo prático que deve estar presenta em seu dia-a-dia é o Google Analytics, que capta e armazena dados sobre o comportamento dos usuários na internet, e disponibiliza para você em sua dashboard.

O que é preciso considerar antes de escolher uma ferramenta para análise de performance 

Se o seu objetivo é obter mais leads, vendas ou reduzir chamadas de telefone de atendimento ao cliente, você precisa de uma ferramenta para análise de performance e assim garantir que a otimização do seu site possa atingir esses objetivos.

Mas para escolher a ferramenta para análise de performance perfeita para o seu trabalho, você precisa considerar alguns itens chave, e é isso que vamos revelar agora.

#1 Credibilidade

Nos dias de hoje existem ferramentas bem conhecidas e respeitadas, como o Pagespeed Insights do Google, que mede o desempenho de uma página para os dispositivos móveis e computadores, ou seja ele busca o link duas vezes, uma com um user agent para dispositivo móvel e outra vez com um user agent para computador.

Uma outra opção também bem conhecida atualmente são plugins específicos para um CMS, como por exemplo o P3 - Plugin Performance Profiler, desenvolvido pelo GoDaddy.

Uma ferramenta para análise de performance que tem sido bastante comentada, é o Website Grader da Hubspot, ele não somente faz a análise da performance do seu site como também de responsividade, SEO e segurança. 

#2 Facilidade de uso

A ferramenta que você precisa escolher deve ser bem intuitiva e que funcione bem - caso contrário a tendência é que você acabe deixando-a de lado após alguns dias e assim deixar a performance do site para depois.

Avalie com cuidado a ferramenta para análise de performance que você vai escolher. Afinal você não pode parar de tempos em tempos para para fazer a análise, certo?

Leia também: O que são leads e porque sua empresa precisa tanto deles

#3 Custo-benefício

Atualmente existem ótimas ferramentas gratuitas, como o próprio Pagespeed Insights do Google, mas caso a ferramenta seja paga, é importante sempre levar em consideração o custo-benefício e não apenas o custo mais baixo.

No fim das contas todos os mecanismos, sendo uma ferramenta ou plugin, pago ou gratuito, disponíveis têm em comum a função de analisar as métricas da performance atual de seu site e, claro, identificar gargalos e problemas que possam atrapalhar seu desempenho.

Tais dados são importantes porque justificam toda e qualquer tomada de decisão com embasamento em fatos concretos, dados reais. Com as estratégias de marketing e dados alinhados, é possível potencializar os resultados com as melhores decisões baseadas em dados reais.

#7 Estratégia de Marketing Digital: Peça avaliações

Um fato é que a cada dia a necessidade de engajamento entre o consumidor com a loja virtual aumenta, e as avaliações em loja virtual se tornam indispensáveis para fazer com que os clientes mais desconfiados de comprem online com a segurança que alguém que já comprou, recebeu e gostou.

Embora você não possa controlar o que dizem sobre você e a empresa na internet, é importante estreitar os laços com aqueles clientes que já conhecem a marca e confiam. Para cada cliente haverão problemas e respostas diferentes e, por esse motivo não podemos analisar clientes de uma forma genérica, por isso a proximidade é algo importantíssimo para seu negócio online.

Durante a jornada de compra muitas pesquisas são feitas em sites de buscas para avaliar o melhor custo e a melhor experiência. Saiba que aproximadamente 75% dos consumidores são motivados pela experiência de compra de outros clientes.

Os e-commerces já encontram soluções no mercado para aproximar os clientes de suas lojas e uma delas, sem dúvidas, são as avaliações em lojas, páginas de mídias sociais e também em sites especializados como o E-bit, que possibilitam confiança e informação para o consumidor na hora da compra.

#8 Estratégia de Marketing Digital: Links Patrocinados

Pensando nas ferramentas de busca, além do SEO, existem os links patrocinados.

São resultados (anúncios) que aparecem em determinadas buscas, a ordem em que aparecem depende de dos fatores: valor a ser pago por cada clique e relevância/qualidade do anúncio.

O mais importante deles é o Google Ads. O sistema de anúncios do Google Ads é pago, o anunciante paga pelas palavras-chaves que aparecem no Google, assim o site consegue atingir visitas através do anúncio publicado.

Um ponto importante a ser destacado é, que o Google Ads é como se fosse uma grande negociação. Você determina quanto está disposto a pagar por anúncio, e o Google faz a análise para saber onde seu anúncio pode ser encaixado. Dependendo do valor investido você poderá não ter o retorno desejado, pois não há garantia de conversão.

Esta ferramenta é muito usada em estratégias de marketing, mas demanda um investimento que às vezes não é cabível para algumas empresas, ou que simplesmente não querem aplicar um valor que pode ser investido em outras estratégias.

Dicas para suas campanhas de Links Patrocinados:

  1. Objetivo: De nada adianta iniciar uma campanha no Google Ads ou Bing Ads, ou Facebook Ads, com o pensamento ‘’quero vender mais’’, você precisa estabelecer uma quantidade, uma proporção, algo plausível para análise de desempenho. Saiba quanto tempo levará para alcançar o tão esperado ‘’aumento de vendas’’.
  2. Concorrentes: Seu site pode ser excelente e seu produto pode ter muita qualidade, mesmo com essas vantagens pode ser que você não tenha os clientes que queria. O problema nesse sentido pode ser a concorrencia. Recolha informações como: Quem são seus concorrentes no Google? O que, como e quando anunciam? Onde se posicionam? Os anúncios são sempre os mesmos ou mudam? Onde levam os anúncios?
  3. Palavras-chave Duplicadas: Até mesmo o Google não aconselha realizar campanhas diferentes com foco na mesma keyword. Esta ação somente fará com que seus anúncios concorram entre si. Por outro lado, o Google mostra apenas um anúncio de cada anunciante em determinada (cada) página de resultados.
  4. Acompanhamento e Desempenho: Se você estudou, recolheu informações, estabeleceu objetivos e montou bem suas campanahas, pronto! Você está no caminho certo. Entretanto, algo que você não pode esquecer é de acompanhar e monitorar de perto os resultados de suas campanhas. O feedback de como tudo está ocorrendo é essencial para melhorar seu desempenho.

Com todas essas dicas, agora você está munido de informação e pode se preparar para vender mais em 2019!

Não deixe de compartilhar e continue nos acompanhando, até mais! 😃

Autor

Mônica De Paula

Alpinista de SERP, profissional em posicionamento digital e estratégias online.

Linkedinhttps://www.webpeak.com.brmonicadepaula@webpeak.com.br

Últimas Postagens WebPeak

Últimas Noticias WebPeak