SEO

Você sabe o que é Cloaking? Nós te explicamos!

22
Jun
2022

Giulia Oliveira

Analista de SEO, especialista em performance para ecommerce e soluções Google.

Se você tem um website, saiba que ter um bom posicionamento nos resultados de pesquisa é fundamental para aumentar suas vendas, já que milhares de buscas são realizadas diariamente nos buscadores e delas, diversas pessoas podem estar procurando por seu produto ou serviço.

Como sabemos, não existe nenhuma fórmula mágica que faça os sites aparecerem na primeira posição do Google. Existe um trabalho constante de melhorias no site, onde tudo precisa estar em conformidade com as Diretrizes do Google.

É aí que entram as estratégias de SEO (Search Engine Optimization, ou Otimização para Mecanismos de Busca), que são práticas saudáveis que irão te auxiliar a conquistar esse bom posicionamento de forma orgânica, ou seja, sem precisar investir em campanhas patrocinadas de Google Ads.

A aplicação de técnicas de SEO não traz resultado imediato, porém, existem pessoas que tentam dar um ‘jeitinho’ de burlar e conquistar o topo com técnicas negativas e se os robôs do Google identificarem, seu site pode sofrer penalizações severas no buscador. 

E, convenhamos, levando em consideração que o Google é o buscador mais utilizado no mundo inteiro, você não vai querer deixar de aparecer nele, não é mesmo? Seus clientes em potencial certamente buscarão pela sua solução por lá.

No conteúdo de hoje, vamos te contar sobre uma técnica negativa que você não deve aplicar em seu site, chamada cloaking

Continue acompanhando!

O que é Cloaking? 

Também conhecido como “camuflagem de conteúdo”, Cloaking é uma técnica classificada como Black Hat SEO (técnica negativa) que serve para mostrar um conteúdo para o usuário e outro para os buscadores. 

O Black Hat é um termo designado para características do SEO consideradas ilícitas, pois aproveitam de um possível erro nos algoritmos de resultados do Google para melhorar o posicionamento de um site.

No caso do cloaking, funciona basicamente da seguinte forma: o usuário é atraído pelo resultado de sua pesquisa do buscador, onde ele clica e será direcionado para uma página com resultado no qual ele não esperava, como conteúdo inapropriado, fraudulento e spam. Em outras palavras, o cloaking é uma técnica destinada a manipular o Rastreador Google e outros mecanismos de busca. 

A seguir, vamos te mostrar algumas técnicas de cloaking que você não deve praticar em suas páginas.

As diferentes técnicas de cloaking

Cloaking por User-Agent:

Podemos dizer que cloaking por user-agent é uma das mais arriscadas. 

Por exemplo, o sistema identifica que o usuário é um humano, não um robô e então, o conteúdo exibido será totalmente adaptado para humanos, exibindo pequeno texto, belas imagens e afins. 

Porém, se for identificado que o user-agent é um robô, a página apresentada terá seu conteúdo totalmente otimizado, com muito texto e poucos elementos que interferem na velocidade da página. 

Você deve estar se perguntando: “Mas por qual motivo não torna tudo completo ao usuário?”, bem, digamos que é um tanto complicado aliar UX com SEO. Você pode oferecer uma página lindíssima, porém, que pode ter um baixo índice de velocidade. Resumindo, é difícil criar uma página que atenda aos critérios dos robôs e agrade os usuários. É necessário muito conhecimento em desenvolvimento de sites.

Por IP Delivery: 

Cada usuário que acessa um site tem um endereço IP baseado em sua localização e serviço de internet.

A prática de cloaking por endereço de IP é considerada um pouco mais avançada, já que envolve acompanhar os IPs de bots conhecidos e camuflá-los com base no IP.

Como isso funciona: um script verifica o endereço de IP de cada visitante em relação à lista de bots e decide se é um bot ou não.

Ao identificar que o endereço de IP se trata de um rastreador do buscador, é oferecida uma página devidamente otimizada, onde o robô irá compreender que aquela página possui alta relevância. Ao ver que a página possui alta qualidade, o rastreador irá potencialmente posicionar melhor aquela URL nos resultados de pesquisa. 

Por Texto Invisível: 

Esse tipo de cloaking consiste em inserir textos ou links na mesma cor que a página, fazendo assim com que usuários não consigam visualizar o texto, mas os buscadores sim.

Por exemplo, você cria um conteúdo com a fonte na cor branca sobre uma página com fundo branco. Quando os robôs acessam o código-fonte da página, é possível compreender qual seu conteúdo, porém, os usuários de seu site certamente não farão esse processo.

Essa sem dúvidas é uma das práticas mais sujas e arriscadas. 

Hoje em dia, os robôs do Google sabem muito bem como identificar conteúdo oculto, ao menos que tenha um comando inserido no robots.txt (deve-se evitar).

Caso de Cloaking: New York Times

O caso mais conhecido por prática de cloaking foi do site do Jornal The New York Times, onde o jornal cobrava assinatura do usuário para que ele pudesse ler o conteúdo por completo, enquanto para os robôs dos buscadores, o jornal pegou seus IPs e enviava as informações por completo. 

A técnica utilizada era baseada no uso de IP delivery, não levando em conta o user-agent. Sendo assim, não é possível acessar o conteúdo mudando o user-agent no navegador.

Depois dessa situação em um grande portal, o Google começou a aplicar punição a estas técnicas e começou a indexar como descrição dos links nos resultados de busca as informações que ele consegue captar dentro do site.

Aplicar técnicas de Black Hat são sem dúvidas muito arriscadas, pois cedo ou tarde o Google irá detectá-las. 

Cá entre nós, não é viável você receber milhares de acessos por um determinado período e depois que seu site for penalizado,  ele simplesmente desaparecer dos resultados de pesquisa. 

As consequências certamente podem ser graves, onde você perderá sua visibilidade e acessos de clientes em potencial. Menos usuários, menos vendas, certo?

O melhor é não tentar a sorte e iniciar aplicar em suas páginas técnicas de SEO eficazes e que estão de acordo com as Diretrizes do Google.

Para alcançar as primeiras posições, nada é mais eficiente do que utilizar técnicas legítimas, onde os usuários finais de fato ficarão satisfeitos com seu conteúdo e terão uma experiência positiva.

Gostou do nosso conteúdo? Assine nossa newsletter e fique por dentro das novidades.

Até a próxima! 

Últimas Postagens WebPeak

SEO

Você sabe o que é Cloaking? Nós te explicamos!

Empreendedorismo Digital

Dicas infalíveis para se destacar no empreendedorismo digital

Tutoriais

5 dicas para aumentar o potencial de negócio de maneira simples

SEO

Como crescer com Conteúdo Orgânico