46% dos brasileiros já desistiram de uma compra online

2/9/2019
https://www.terra.com.br/noticias/tecnologia/inovacao/46-dos-brasileiros-ja-desistiram-de-uma-compra-online,690a44bcd388ef7f3f75f5a31d641562nah4ah73.html

46% dos brasileiros já desistiram de uma compra online

Diretora global de insights de marketing da empresa divulgou pesquisa sobre hábitos de consumo no comércio eletrônico

Quase a metade dos consumidores brasileiros (46%) já desistiram de uma compra online nos últimos seis meses. O dado é de uma pesquisa realizada neste mês pelo braço de consultas de mercado do Facebook, o Facebook IQ, e que foi divulgada pela diretora global de insights de marketing da companhia, Ann Mack, no evento Mercado Livre Experience, em São Paulo(SP).

O mercado de e-commerce, que, segundo a instituição de comércio eletrônico eBit, cresceu 18% de 2017 para 2018 em faturamento, passando de R$ 112 bilhões para R$ 133 bilhões, tem sido uma oportunidade para empresas faturarem mais. Para Ann, no entanto, existem alguns cuidados básicos para evitar que a presença online se torne uma dor de cabeça. “É importante pensar sempre no seu cliente, o que ele sente e quais são suas necessidades”, diz. “O que está entre o seu consumidor e uma experiência de compra positiva?”

A diretora global de insights de marketing do Facebook acredita que as empresas precisam pensar em como tornar a experiência online melhor, evitando a desistência de compras nos carrinhos eletrônicos, ou o retorno de produtos já comercializados. Para isso, ela dá quatro dicas: proporcionar um acesso simplificado aos produtos; integrar sistemas de pagamento para o processo ser ininterrupto; ter transparência em todas as etapas da compra; e oferecer rapidez na hora de efetuar a comercialização e na entrega da encomenda.

O importante é, segundo Ann, evitar que o consumidor vivencie uma compra online com muitos atritos. “Fricção e qualquer esforço ou etapa adicional dentro da jornada de consumo.” “Fazer alguém pagar um produto e depois perceber que não há estoque, com certeza, é uma má experiência”, exemplifica. Para amenizar o número de barreiras, ela recomenda que os empreendedores façam uma lista de dificuldades que seu cliente enfrenta no processo e as priorize, resolvendo as questões do maior para o menor desafio.

Autor

Bot WebPeak

Robôs não são seres de outro mundo, robôs não querem tomar o trabalho de nenhum humano, robôs são amigos da sociedade. Robôs tem sentimentos

contato@webpeak.com.br

Últimas Postagens WebPeak