Dólar tem leves variações ante real monitorando apresentação de parecer na CCJ

9/4/2019
https://www.terra.com.br/economia/dolar-tem-leves-variacoes-ante-real-monitorando-apresentacao-de-parecer-na-ccj,35529aef114fd5413eed07ff5fee9d95ktsgs4v2.html

Dólar tem leves variações ante real monitorando apresentação de parecer na CCJ

O dólar tinha leves variações ante o real nesta terça-feira, com participantes do mercado em compasso de espera pela apresentação do parecer sobre a reforma da Previdência pelo relator na Comissão de Constituição e Justiça da Câmara (CCJ).

Notas de real e dólar em casa de câmbio no Rio de Janeiro10/09/2015REUTERS/Ricardo Moraes
Foto: Reuters Notas de real e dólar em casa de câmbio no Rio de Janeiro 10/09/2015 REUTERS/Ricardo Moraes

Às 10:38, o dólar avançava 0,28 por cento, a 3,8599 reais na venda. Na véspera, a divisa norte-americana caiu 0,62 por cento, a 3,8491 reais, menor fechamento desde 21 de março.

O dólar futuro tinha alta de cerca de 0,3 por cento

A CCJ se reúne às 14h30, quando o relator, deputado Delegado Marcelo Freitas (PSL-MG), deve apresentar um parecer favorável à admissibilidade da reforma da Previdência.

"O evento será um termômetro importante do apoio à pauta, sobretudo depois das discussões entre governo e Congresso na semana passada", avaliou a equipe de economistas da XP Investimentos.

Nesta terça-feira, autoridades do governo, como o presidente Jair Bolsonaro, ministros e os presidentes das Casas do Congresso, participam de evento sobre municípios em Brasília.

O presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), defendeu a reforma da Previdência e disse ter certeza que o Congresso aprovará projeto que será "marco histórico".

Na véspera, Maia afirmou que pautará a reforma da Previdência quando o governo considerar que tem votos e que a data não tem importância, e sim a economia a ser gerada, mas reiterou seu distanciamento da articulação política.

Também na terça-feira, o ministro da Economia, Paulo Guedes, insistiu na economia de 1 trilhão de reais em 10 anos com a proposta, mas indicou saber que esse valor pode não ser alcançado no texto que vier a ser aprovado no final.

Guedes também negou que pretende assumir a articulação da reforma no Congresso, alegando não ter temperamento para isso, e reconheceu as dificuldades do governo nessa área.

Em geral, a percepção de agentes financeiros sobre a Previdência é de mais tranquilidade quando comparado com as últimas semanas, mas ainda não há fatores que encorajem investidores a deixarem de lado posições mais defensivas.

"Tirou um clima mais tenso que prevaleceu nas últimas duas semanas, com as brigas entre Executivo e Legislativo. Mas ainda é um cenário de muito risco, é normal o mercado ainda permanecer cauteloso", avaliou o economista da Tendências Consultoria, Silvio Campos Neto.

Ainda do panorama doméstico, o mercado traz no radar reunião, prevista para após o fechamento do mercado, que decidirá detalhes do acordo da União com a Petrobras no Conselho Nacional de Política Energética (CNPE), e que também definirá o modelo para o megaleilão dos excedentes do contrato da cessão onerosa.

No exterior, moedas emergentes avançavam frente a um dólar fraco, abalado por uma combinação de dados econômicos fracos nos Estados Unidos e ganhos de moedas ligadas a commodities.

O Banco Central realiza nesta sessão leilão de até 5,350 mil swaps cambiais tradicionais, correspondentes à venda futura de dólares, para rolagem do vencimento de maio, no total de 5,343 bilhões de dólares.

Autor

Bot WebPeak

Robôs não são seres de outro mundo, robôs não querem tomar o trabalho de nenhum humano, robôs são amigos da sociedade. Robôs tem sentimentos

contato@webpeak.com.br

Últimas Postagens WebPeak