Set-top box ou streaming stick: o que é melhor para deixar a TV smart?

21/3/2019
https://www.techtudo.com.br/noticias/2019/03/set-top-box-ou-streaming-stick-o-que-e-melhor-para-deixar-a-tv-smart.ghtml

Set-top box ou streaming stick: o que é melhor para deixar a TV smart?

Enquanto um proporciona streaming de forma básica, o outro é direcionado aos usuários mais avançados.

As set-top boxes e os streaming sticks são duas opções diferentes que prometem transformar sua TV em smart. Por meio desses dispositivos, é possível acessar uma grande quantidade de canais por assinatura, aplicativos e espelhar sistemas como Android e Windows para assistir a filmes e séries na tela grande. Além disso, é possível reproduzir serviços on demand e até games de plataformas compatíveis.

Para quem tem uma TV um pouco mais antiga, tanto set-top boxes quanto os sticks são uma solução fácil para acompanhar a tecnologia sem precisar adquirir um novo aparelho. Confira a seguir mais detalhes a respeito das duas soluções e saiba qual é a melhor opção para você.

Streaming Stick

O streaming stick é um pequeno reprodutor de mídia, pouco maior que um pen drive comum, que oferece simplicidade ao consumidor. O tamanho do aparelho é interessante para quem deseja assistir a diferentes conteúdos em qualquer TV, já que são bastante portáteis e não ocupam muito espaço.

Os sticks são recomendados para quem sabe que vai usufruir o básico do dispositivo. É possível utilizar os serviços de streaming como Netflix, Globoplay e YouTube em Full HD e 4K sem problemas, já que possuem espaço interno suficiente para armazenar os aplicativos. Apesar disso, conexões Wi-Fi de baixa qualidade podem ser um problema, já que os dongles não trazem entrada para cabos de rede.

O principal ponto positivo são os preços, mais baixos em relação aos set-top boxes. No Brasil, o Chromecast, do Google, um dos mais conhecidos, pode ser encontrado no e-commerce por cerca de R$ 170. Entretanto, o dispositivo não acompanha controle remoto e sequer tem interface visual. A conexão precisa ser feita via smartphone Android ou iPhone (iOS), ou por um computador Windows ou macOS.

Em contrapartida, há também no Brasil o Fire TV, da Amazon, e o Roku. Ambos apresentam controle remoto, o que facilita na navegação e na independência do usuário de outros aparelhos. Os sticks custam em média R$ 220 nas lojas online.

Set-top Box

Com os set-top boxes a situação é diferente. Os dispositivos apresentam recursos mais completos, além de oferecerem uma qualidade maior na transmissão e serem mais adequadas para exibição de conteúdo 4K. O design do produto é semelhante a um receptor de TV a cabo, o que pode ser interessante para quem deseja usar em apenas um aparelho de televisão.

A estabilidade na conexão é um dos pontos principais: como têm entrada para cabo de rede, a instabilidade do Wi-Fi não afeta os dispositivos. Além disso, os set-top boxes são mais robustos e possuem hardwares mais potentes, para melhor velocidade de navegação. Esses aparelhos funcionam quase como um computador, com interface gráfica, sistema operacional e possibilidade até mesmo de rodar jogos na TV.

A capacidade interna é mais um ponto: com maior armazenamento, o dispositivo pode armazenar fotos, vídeos, entre outros tipos de arquivo. Outra vantagem é a possibilidade de reproduzir um número maior de aplicativos.

Ao comparar com os streaming sticks, o preço do set-top box é bem maior. No Brasil, ainda são poucas as opções vendidas no varejo. Um exemplo é a Apple TV, que no site oficial da empresa custa R$ 1.099 na versão mais básica, enquanto a versão 4K sai por volta de R$ 1.299. A Xiaomi também oferece um dispositivo do tipo no Brasil, o Mi Box 4K, encontrado por a partir de R$ 340 no varejo.

Escolhendo a melhor opção

Para escolher o modelo ideal para você, vale avaliar a necessidade e a frequência com que o aparelho vai ser utilizado, além do preço dos produtos. Os sticks são mais simples e atendem bem à demanda de usuários que desejam transformar sua TV em smart para assistir conteúdos de serviços como Netflix, ouvir músicas no Spotify, entre outros. Além disso, podem ser uma opção interessante para quem pensa em usar o dispositivo em mais de um aparelho de TV, já que é mais portátil.

Já os set-top boxes devem funcionar melhor para pessoas exigentes, que podem explorar todas as funções disponíveis. Com armazenamento interno, é possível utilizar o aparelho como uma espécie de HD externo, além de ter uma gama maior de aplicativos disponíveis. Para reproduzir games na TV, essa também pode ser uma boa opção.

Autor

Bot WebPeak

Robôs não são seres de outro mundo, robôs não querem tomar o trabalho de nenhum humano, robôs são amigos da sociedade. Robôs tem sentimentos

contato@webpeak.com.br

Últimas Postagens WebPeak