O que é SEO e como fazer SEO?

29/10/2018

O que é SEO e como fazer SEO?

Antes de mais nada, vamos começar do princípio.

O que é SEO, como Fazer SEO, fatores mais importantes de SEO e as Melhores Ferramentas de SEO que você precisa conhecer!

Search Engine Optimization (SEO)

O conhecido Search Engine Optimization (SEO),  também chamado popularmente como otimização de sites,pode ser rapidamente definido como uma forma de aumentar os acessos do seu site através de um conjunto de técnicas e estratégias que que possibilitem a evolução das páginas e melhore seu posicionamento nos resultados orgânicos dos mecanismos de busca, claro que o posto mais almejado até então ainda fica por conta do Google.

É muito simples. O próprio administrador ou desenvolvedor do site deve utilizar o conceito de SEO nos projetos do site de forma a melhorar os aspectos de otimização interna que contribuem para o bom posicionamento das páginas.

o que é seo e como fazer seo

Fatores Importantes de SEO

Título da Página - Tag Title

Podemos começar com o  Título da Página (“title”). Vale lembrar que não é obrigatoriamente o título do artigo ou, o que mostra ser o nome da página para os visitantes. Trata-se, primeiramente, de uma propriedade do código HTML, identificada através da frase que aparece na aba do navegador ou na página de resultados do Google.

Quando o assunto é sobre SEO, o Título da Página é o elemento mais destacado e relevante dos demais. Contudo, na maioria das vezes seu espaço é ocupado por slogans ou frases que não descrevem bem a página ou que não fazem uso das palavras-chaves que realmente agregam o seu negócio. Como consequência, o mecanismo de busca pode não identificar a relação do seu site com esses termos.

Procure transmitir com precisão o tema que a página aborda, e não se esqueça da ordem das palavras e as palavras-chave trabalhadas: as primeiras têm maior relevância que as últimas.

Fora esses pequenos detalhes, a quantidade de palavras também é importante: quanto menos palavras, maior a relevância delas.

O indicado é aplicar à quantidade de 65 caracteres para cada título. Embora o Google consiga ler uma quantidade maior do que esse número, esse é o limite de caracteres que costuma aparecer quando o Google exibe na página de resultados de busca.

Temos algumas dicas simples que você pode seguir para a elaboração de títulos no seu site:

  • Crie um único título por página
  • Este título precisa ser condizente com o conteúdo da página
  • Explore a principal palavra-chave do conteúdo (e se possível outras variações)
  • Ponha a sua marca no final do título (sempre que julgar a sua marca um diferencial)
  • Evite escrever uma série de diferentes termos separados por vírgulas

Descrição da Página - Meta Description

As descrições  é um código inserido na página que não tem peso como fator de rankeamento. Isso quer dizer  que as palavras-chave que estão na meta description não vão ser responsáveis por melhorar ou piorar o posicionamento de uma página no Google.

Por outro lado, a meta-descrição é aquela exemplificação que costuma aparecer na página de resultados. A intenção é mostrar para o usuário o que a página aborda, e convencê-lo de que vale a pena clicar no link para ler o conteúdo. Sendo assim, preencher a Meta Description com um texto atrativo pode aumentar muito a taxa de resultados de tráfego orgânicos no seu site.

Existem alguns fatores interessantes que você pode seguir para este elemento:

  • Para alguém ter interesse de clicar em seu link, a meta-descrição precisa ser atrativa, relevante, informativa, curiosa e com chamada para ação
  • Fique atento, pois o Google atualizou o limite da meta-descrição de 160 para 320 caracteres. Esse é o máximo recomendado que você deve usar

URL (endereço da página)

Existe um outro elemento em que o robô do Google faz a varredura de palavras-chave, este é o próprio endereço da página.

Por conta disso, é importante que sua URL seja clara e que contenha a palavra-chave desejada, algo como “http://site.com.br/nome-do-post”. Fuja dos URL’s com códigos como neste exemplo  “http://site.com.br/ct136781xg19g37”, ou também parâmetros como “http://site.com.br/?p=12447”. Outra questão a considerar é manter as URLs mais curtas o possível, evitando o uso de datas ou números, afinal, se tiver que atualizar o conteúdo, será necessário criar uma nova URL.

Indo um pouco mais à fundo, muitos dos links que você receber terão o próprio endereço da página como texto âncora, o que de fato é também bastante relevante.

Imagens e textos alternativos

Basicamente há 4 itens que você deve analisar nas imagens de uma página quando se trata de SEO:

  • O nome de arquivo
  • O texto alternativo (alt text)
  • O tamanho do arquivo (peso)
  • O contexto

Este são alguns pontos responsáveis por ajudar o Google a determinar qual é o assunto da imagem anexada naquela página, assim como impactam no tempo de carregamento (se formos falar em tamanho).

Antes de qualquer coisa, é importante que todas as imagens tenham nomes objetivos e diretos, ou seja, que descrevam a imagem unicamente pelo nome do arquivo.

Em segundo lugar, todas as imagens de uma página precisam ter um texto alternativo (alt text), no caso da imagem não ser exibida. Fazendo isso você auxilia os programas de leitura de tela e o Google para compreenderem o que a imagem representa.

Uma dica importante é que  a imagem deve estar otimizada e compactada, isso diminui seu peso e não afetar muito o tempo de carregamento da página.

Heading Tags

Você também pode determinar subtítulos no código de uma página, chamados também de Headings. Estes códigos indicam a prioridade de algumas partes da página sobre outras, variando entre H1 e H6, sendo H1 o conteúdo mais destacado.

Pense nos Headings como uma hierarquia de códigos <h1>, <h2>, <h3>, <h4>, <h5> e <h6>.

Colocar a palavra-chave principal dentro desses subtítulos pode ajudar no quesito rankeamento do Google. O mais indicado é que seja usado um único H1 por página e, se necessário, múltiplos H2 e H3.

Utilizando Heading Tag em SEO: H1, H2, H3, H4, H5 e H6

Esses são recursos de programação HTML utilizados para destacar títulos e sub-títulos de uma página/conteúdo. Não é apenas uma questão estética, texto grande ou pequeno, e sim uma hierarquia do que está presente nas páginas do site. A letra 'H' é uma abreviação em inglês para Header, que significa Cabeçalho. Conceitualmente o H1 é o cabeçalho mais importante, mais forte dentro de um conteúdo e com a fonte maior, além de ser o elemento que o Google utiliza para determinar qual o assunto principal que está sendo abordado.

É recomendado utilizar apenas um H1 por página, sempre focando na palavra-chave principal que você deseja rankear. As outras Heading Tags, como H2 e H3 (entre as outras), podem ser utilizadas como sub-títulos em uma página, e pensando em SEO, são um excelente recurso para incluir a palavra-chave principal com destaque mais de uma vez na página e termos complementares, por exemplo: Características do Vestido Florido e Medidas do Vestido Florido (em caso de produtos), Faixas do Albúm OK Computer - Radiohead (em caso de um blog de música).

Textos simples

O uso excessivo e exagerado das palavras-chaves podem confundir os usuários. O Google não costuma aprovar esse tipo de conduta, e se seguir essa linha é bem possível que seu site sofra algumas punições, como uma queda na exibição de sua página nos resultados de pesquisa.

Mas, quantas vezes eu posso repetir uma palavra? Para sermos sinceros, o limite é o bom senso. Muitas vezes é preciso repetir os termos escolhidos algumas vezes, mas nunca de forma que isso prejudique a experiência de leitura do usuário.

Na dúvida, siga as seguintes questões:

  • Não ficou parecendo “forçado”?
  • Utilizo variações parciais?
  • Utilizo sinônimos?


Outra sugestão é não criar um conteúdo genérico sobre o assunto, só para ter no seu site ou blog. Tente explicar melhor ao usuário sobre o assunto com o seu conteúdo, dessa forma você evita que ele volte ao Google e acesse a página do seu concorrente.

Fazer SEO: Otimização de SEO

É essencial para começar a fazer SEO que se otimize suas páginas para aumentar suas chances de aparecer como resultado para uma determinada pesquisa. Para um bom trabalho de SEO, é extremamente importante otimizar produtos e categorias dentro de sua plataforma de loja virtual.

Indicamos que para iniciar o trabalho de otimização, você selecione uma lista com os produtos mais importantes para seu negócio, pode começar com 10. Faça a pesquisa de palavras-chave e preencha os campos principais de SEO.

É recomendado que esse serviço seja feito logo após finalizar a implantação de seu e-commerce, veja que é necessário alimentar seu projeto com informações valiosas, ou seja, começar a divulgação da loja e atrair seus clientes em potencial. Existem diversas formas, mas a mais eficiente é a aplicação de técnicas de SEO (Search Engine Optimization), onde será possível seja mais facilmente encontrada pelo público desejado e com uma melhor apresentação de suas páginas.

Naturalmente, os sites que estiverem com suas páginas nas melhores posições terão muito mais destaque entre seus concorrentes, como consequência, passam a vender ‘organicamente’ seus produtos e serviços. A aplicação correta das técnicas de SEO serve para melhorar o posicionamento de sites com base nos parâmetros de funcionamento dos buscadores.

Sendo assim, a WebPeak, experiente com relação às necessidades dos pequenos e médios lojistas, desenvolveu uma solução de SEO específica e econômica para aplicação nas principais plataformas de E-Commerce do mercado.

Separamos os Tutoriais para você Otimizar o SEO de sua loja sem complicações!

Linkagem Interna

A internet é uma grande teia repleta de informação, e cada ligamento é um link. Os usuários navegam o tempo todo por esse fios assim como os robôs de cada motor de busca. Seguindo essa linha de raciocínio, os motivos para o seu site possuir uma linkagem interna eficaz, tornam-se simples. São eles:

  • Melhorar a navegação do usuário
  • Facilitar o conhecimento de novas páginas para os motores de busca
  • Relacionar páginas que abordam assuntos semelhantes
  • Distribuir de forma estratégica a força vinda de links externos por todo seu site

Ferramentas de SEO

A WebPeak  e seu conjunto de ferramentas de SEO, são indispensáveis para melhorar os resultados de seu negócio na internet, todas elas em um único lugar, ou seja, aquele caminho tortuoso de procurar cada ferramenta para uma ação específica de SEO, mas em locais diferentes, é superada em nossa plataforma, seus principais recursos de SEO estarão em suas mãos:

  • Auditoria Técnica;
  • Análise de Backlinks;
  • Recursos de Palavras Chave;
  • Ferramenta de Links Internos;
  • Analise Backlinks dos Concorrentes;
  • Análise SEO Interna;
  • Análise de Rank;
  • Integração  Google Analytics;
  • Análise de Backlink Tóxicos;
  • Diretórios para Geração de Links;
  • Sinais Sociais de SEO;
  • Análise de Concorrentes.

Chegou a hora de melhorar os resultados de seu negócio! Invista nas melhores práticas de SEO e veja seu negócio no topo do Google! São ferramentas de SEO que vão auxiliar ao máximo seus projetos na internet.

Considerações Finais

Entendeu a importância do seu para suas páginas na internet? Cada vez mais pessoas, grandes empresários, e microempreendedores têm investido nessa ferramenta para poderem se posicionar no mercado.

Agora que você já sabe como funciona, e como aplicar, já pode começar a inserir no seu site e aguardar os resultados positivos, principalmente com relação à trafego orgânico. Esperamos que tenham gostado, continuem nos acompanhando e não deixem de assinar a nossa newsletter para receber conteúdos exclusivos.


Até breve!

Autor

Mariana Chaves

Produtora de Conteúdo especialista nas palavras que te elevam e levam ao foco do negócio.

Linkedinhttps://www.webpeak.com.brcontato@webpeak.com.br

Últimas Postagens WebPeak

Últimas Noticias WebPeak